*
 

Após uma semana difícil para a imagem do governo de Rodrigo Rollemberg (PSB), a secretária de Planejamento, Orçamento e Gestão, Leany Lemos, usou o Facebook para defender o Executivo local e desabafar. Com um “textão”, como ela próprio definiu, a gestora atacou críticos que se aproveitaram da queda do viaduto do Eixão Sul, atacou servidores e seus sindicatos e destacou ações do GDF.

Antes de falar propriamente da queda do viaduto, Leany afirmou que o governo não cedeu a pressões de “grupos fortes e organizados”. Em seguida, a secretária criticou os sindicalistas que, em meio à crise, cobram reajustes salariais.

Veja trecho do relato. Confira o texto completo aqui:

“O que vejo no meu dia a dia: um governo que não cedeu aos grupos fortes e organizados que querem se apropriar de partes cada vez maiores do orçamento público. Que enfrentou, sem demagogia e com muita firmeza de caráter – governo tem caráter, sim – a luta, numa cidade corporativista por essência, contra a ampliação das desigualdades. No auge da crise, a taxa de desemprego passou de 20%. Os servidores ganham 77% acima dos trabalhadores do mercado, em média. Implementar aumentos de até 40% seria irresponsabilidade. Se os recursos são finitos, certamente haveria impacto nas políticas – especialmente sociais. Cerca de R$ 1,5 bilhão ao ano. A escolha foi pela oferta de serviços.”

De acordo com Leany, a repercussão de sua postagem a surpreendeu, e até secretários de outros estados a procuraram para prestar solidariedade pelos ataques que a gestão tem recebido nos últimos dias.

“A gente tem brio e vergonha na cara. Existe muita desonestidade ao nos atacar. Não é apenas nesse caso, existem muitos outros. O governo está fazendo seu melhor e pegou uma situação muito difícil. Pode parecer um desabafo, mas também é uma reflexão em voz alta”, disse Leany ao Metrópoles, acrescentando que, em seu Facebook tem apenas amigos, colegas de trabalho e ex-alunos.

A secretária disse que o governo tem trabalhado em ações estruturantes, as quais serão sentidas posteriormente, mas que a população ainda não consegue reconhecer por estar preocupada com ações de curto prazo.

Viadutos
Na postagem, Leany negou que o governo não tenha feito reparos em viadutos e pontes, a partir de levantamentos feitos tanto pelo Tribunal de Contas do DF (TCDF) e da própria Companhia Urbanizadora da Nova Capital (Novacap). Ela destacou que, de sete elevados com manutenção e reparos considerados urgentes, três já foram entregues e as obras de outro estão em andamento. Além disso, houve conserto na estrutura da Rodoviária do Plano Piloto, por onde passam cerca de 700 mil pessoas por dia, segundo Leany.

Por fim, o texto da secretária ataca políticos da cidade que usaram o episódio da queda do viaduto para atacar Rollemberg. “Quando esses atores tripudiam e comemoram, tenho arrepios premonitórios do que será a eleição de 2018. Será um palco armado para o devaneio e a manipulação, com vistas não a uma disputa sobre o bem comum, o bem público, o governar pelo interesse coletivo, mas a uma disputa mesquinha e desonesta”, conclui, na postagem, Leany Lemos.

 

 

COMENTE

comunicar erro à redação

Leia mais: Política