Órgão de controle interno é criado para fiscalizar ações do Iges-DF

Controladoria vai acompanhar o trabalho dos dirigentes e colaboradores a fim de melhorar a qualidade dos serviços prestados à saúde do DF

atualizado 20/10/2020 12:17

Iges-DFJP Rodrigues/ Especial para o Metrópoles

O Instituto de Gestão Estratégica de Saúde do DF (Iges-DF) dispõe, a partir de agora, de um órgão de controle interno para vistoriar, auditar, garantir a eficiência e dar transparência às ações administrativas da nova gestão da instituição.

“Hoje, há muita facilidade em fazer críticas, destacar os aspectos negativos da saúde no Distrito Federal. Por isso, nosso desafio é dar respostas com uma gestão de qualidade”, afirmou o presidente recém efetivado do Iges-DF, Paulo Ricardo Silva.

0

A primeira delas foi constituir uma nova diretoria e contratar colaboradores. Outra ação foi criar a Controladoria Interna da instituição, que começou a funcionar na última sexta-feira (16/10).

Nas palavras de Paulo Ricardo Silva, “haverá uma auditoria interna e faremos também uma auditoria externa”.

Paulo Ricardo acrescentou que os novos dirigentes e colaboradores devem buscar e apresentar os resultados positivos da instituição, mesmo diante de cenários negativos. Como exemplo, lembrou que, em meio à pandemia, o instituto foi muito demandado, mas deu as respostas necessárias.

As denúncias de uso irregular do cartão corporativo também estariam sob investigação. “Tudo precisa ter uma justificativa técnica”, argumentou. Segundo Paulo Ricardo, em apuração preliminar, servidores teriam usado o cartão corporativo para pagar pizzas e salgados para não passar fome, pois estariam trabalhando até tarde.

Código de conduta

A Gerência Geral de Pessoas informou que está em elaboração o novo Código de Conduta do Iges-DF, uma espécie de guia de ética que vai orientar o comportamento dos cerca de 9 mil colaboradores do instituto.

O guia enfatizará a adoção de comportamentos que valorizem ainda mais preceitos sobre ética, transparência, eficiência e a correta utilização dos recursos públicos. O instituto é uma instituição autônoma, que recebe verbas públicas para prestar serviços sociais à Secretaria de Saúde do DF.

O programa “Integração do Novo Colaborador” foi realizado para prestar informações sobre o modelo de gestão das unidades da Secretaria de Saúde administradas pelo Iges-DF: Hospital de Base, Hospital Regional de Santa Maria e as Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) de Sobradinho, São Sebastião, Samambaia, Núcleo Bandeirante, Ceilândia e Recanto das Emas.

Com informações da Agência Brasília.

Últimas notícias