Família pede ajuda para encontrar estudante do DF desaparecida

Hellen Clara Caldas Frota, 26 anos, não dá notícias desde a última quinta-feira (23/01/2020), após sair de uma reunião no colégio do filho

atualizado 30/01/2020 19:52

O desaparecimento da estudante Hellen Clara Caldas Frota, 26 anos, deixa toda a família dela preocupada. Sem receber notícias da jovem desde a última quinta-feira (23/01/2020), quando saiu de uma reunião no colégio do filho, no centro de Taguatinga, os parentes temem que ela possa ter sido sequestrada. A Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF) investiga o caso.

De acordo com a tia dela, Célia Cristina Caldas Frota, 48, a sobrinha não é de ficar sem dar notícia. Por esse motivo, no mesmo dia a ocorrência já foi registrada. “É uma pessoa que não bebe, não usa droga, não toma remédio controlado. Não tem motivo para sumir assim”, conta.

Moradora da QNL 9, Hellen saiu de casa no próprio carro, um Uno Cinza, levando apenas a carteira e celular. “A gente imagina que tenha sido um sequestro, mas não tem como saber ainda. Como essa coisa de feminicídio parece que entrou na moda, a gente tem medo de algo acontecer”, externa.

Dentro da família, o sentimento é de tristeza. O filho de 10 anos, por sua vez, chora bastante. “Só agora que a gente conseguiu distrair um pouco o menino. Colocamos para brincar um pouco, mas está muito difícil”, lamenta.

Apesar do cenário tenso, após dois dias sem notícias, Célia diz que ainda tem esperança de rever Hellen. “A gente tem certeza de que ela está viva”, resume.

Quem tiver notícias do paradeiro de Hellen pode entrar em contato com Célia pelo telefone (61) 99283-1296.

0

Últimas notícias