CBMDF enviará bombeiros para combater incêndio em Mato Grosso do Sul

Cerca de 30 militares vão participar da ação, que incluirá aeronave da corporação. Pelo menos 1 milhão de hectares foi atingido pelo fogo

SILVIO ANDRADE/PORTAL GOVERNO DO MATO GROSSO DO SULSILVIO ANDRADE/PORTAL GOVERNO DO MATO GROSSO DO SUL

atualizado 17/09/2019 20:01

O Corpo de Bombeiros Militar do Distrito Federal (CBMDF) vai auxiliar no combate ao incêndio florestal que atinge Mato Grosso do Sul. Serão enviados cerca de 30 profissionais e o avião de combate nesta quinta-feira (19/09/2019), segundo o comandante-geral do CBMDF, coronel Carlos Emilson Ferreira dos Santos.

O chefe dos bombeiros disse que não haverá custo ao DF. “Entraremos com nossos servidores cedidos. Todos são treinados e com curso de combate a incêndio florestal”, frisou. Os integrantes da corporação devem ficar em Mato Grosso do Sul por pelo menos 15 dias. O reforço atende um pedido dos governos federal e estadual.

A liberação dos bombeiros ocorre após análise de viabilidade feita pela Secretaria de Segurança Pública. Para reforçar a atuação no DF, será autorizada a contratação de mais 100 brigadistas.

Emergência

Na última quinta-feira (12/09/2019), o governo do estado decretou situação de emergência por causa das queimadas que devastam, principalmente, o Pantanal, um dos mais importantes biomas brasileiros. Até aquele dia, o fogo havia alcançado 1 milhão de hectares, segundo estimativa do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama).

O decreto, assinado pelo governador Reinaldo Azambuja (PSDB-MS), tem o objetivo de garantir recursos e apoio do governo federal para o combate às chamas, que avançam sem controle.

Últimas notícias