Grupo faz ato pró-vacina e contra Bolsonaro em frente à Anvisa

Protesto pacífico reuniu integrantes da Frente Sem Medo. Apoiadores de Bolsonaro buzinaram em apoio ao presidente

atualizado 17/01/2021 13:14

Larissa Arantes/Rádio BandNews FM

Neste domingo (17/1), enquanto o futuro da vacinação no Brasil é discutido por diretores da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), um pequeno grupo de manifestantes se reuniu em frente à sede do órgão regulador, no Setor de Indústria e Abastecimento (SIA).

O protesto foi organizado pela Frente Sem Medo, que é composta por mais de 30 movimentos nacionais, entre eles partidos como PSol e do MTST (Movimento dos Trabalhadores Sem Teto). O ato teve início por volta das 10h.

O objetivo do grupo é pressionar a aprovação técnica para o uso emergencial de duas vacinas contra a Covid-19: os imunizantes do Instituto Butantan (Coronavac) e da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) (Oxford/AstraZeneca).

Os manifestantes marcaram presença em quantidade limitada, cerca de 15 pessoas, para evitar aglomerações. Alguns usavam máscaras com mensagens como “Fora Bolsonaro”.

Um dos integrantes do movimentos usou uma trombeta para tocar um música diante da entrada do órgão.

Logo ao lado, no gramado, um boneco inflável de Bolsonaro foi erguido (foto em destaque). Durante o ato, alguns carros passaram próximo à manifestação e pessoas gritaram palavras pró-Bolsonaro e anti-vacina. “Essa vacina é chinesa”, disse uma das pessoas. Nenhum apoiador do presidente esteve presente no local.

A movimentação durou cerca de 40 minutos e foi pacífica. O ato foi divulgado na noite de sábado (16/1) no perfil do professor Guilherme Boulos (PSol) no Instagram. Boulos foi candidato à Prefeitura de São Paulo no último pleito.

“Hoje tem manifestação do Povo Sem Medo em frente à Anvisa pela liberação imediata da vacina e contra a politização anticiência de Bolsonaro no órgão. Vacina já! Fora Bolsonaro!”, escreveu.

0

Últimas notícias