Os bastidores das notícias, e os principais personagens, que movimentam a política do Distrito Federal

Farmacêuticos e agentes funerários do DF começam a ser vacinados sexta

De acordo com secretário da Casa Civil, Gustavo Rocha, será obrigatório o agendamento da data para garantir a imunização das categorias

atualizado 23/03/2021 15:53

VacinaGustavo Moreno / Especial para o Metrópoles

O secretário chefe da Casa Civil, Gustavo Rocha, anunciou nesta terça-feira (23/3), que os profissionais de saúde de clínicas, farmácias e consultórios, além de trabalhadores de funerárias, começam a ser vacinados na próxima sexta-feira (26/3).

Durante coletiva de imprensa realizada no Palácio do Buriti, o titular da pasta informou que a liberação será mediante os repasses efetuados pelo Ministério da Saúde e a data da imunização deverá ser agendada.

“Friso a questão do agendamento, porque é importante destacar para que esses profissionais não busquem diretamente a vacina nas unidades de saúde”, disse.

De acordo com o secretário de Saúde, Osnei Okumoto, o sistema de agendamento estará liberado a partir de quinta-feira (25/3). “Quando a pessoa fornecer o CPF, se ele já tiver tomado a vacina, será detectado e ele não poderá realizar o agendamento”, disse.

“O Ministério da Saúde garantiu vacinas da Oxford e Coronavac para amanhã. Pelo que a gente tem de conhecimento, devem chegar de manhã ou no período da noite, que são os horários que estamos recebendo cargas de vacina no DF”, salientou o chefe da pasta.

Estão incluídos nesta nova etapa os trabalhadores de consultórios, clínicas, laboratórios, farmácias, funerárias e do Instituto Médico Legal (IML). Essa primeira etapa contempla: médicos, enfermeiros, nutricionistas, fisioterapeutas, terapeutas ocupacionais, biomédicos, farmacêuticos, odontólogos, fonoaudiólogos, psicólogos, assistentes sociais, médicos veterinários e seus respectivos técnicos.

Forças de segurança

De acordo com Rocha, a inclusão deste novo grupo não afetará a imunuzação do público da terceira idade. “A ideia dessa vacinação dos profissionais não deve e não vai interferir na vacinação dos idosos”, garantiu.

Durante a coletiva, o Palácio do Burito também confirmou que integrantes das forças de segurança pública do Distrito Federal serão incluídos no grupo prioritário da vacinação contra a Covid-19 na próxima semana.

Mais cedo, o Metrópoles noticiou que, do ponto de vista do presidente da Câmara Legislativa do Distrito Federal (CLDF), deputado distrital Rafael Prudente (MDB), a imunização dos integrantes das corporações de segurança é vital neste momento de agravamento da pandemia.

“Estou em contato direto com o governador, e espero para esta semana ainda uma definição. Os policiais e bombeiros estão na linha de frente e precisam ser vacinados com prioridade”, destacou Prudente.

O líder do governo na CLDF, deputado distrital Hermeto (MDB), tem defendido a vacinação dos profissionais de segurança sistematicamente. No início da tarde desta terça, ele publicou em sua conta do Instagram um vídeo informando que a inclusão deste grupo no público-alvo foi garantida por Ibaneis.

 

Últimas notícias