metropoles.com

Alexandre de Moraes cobra Bolsonaro por suposta propaganda antecipada

PT acusou Jair Bolsonaro de ter feito propaganda partidária no Planalto, com transmissão da EBC

atualizado

Compartilhar notícia

Rafaela Felicciano/Metrópoles
Presidente Jair Bolsonaro
1 de 1 Presidente Jair Bolsonaro - Foto: Rafaela Felicciano/Metrópoles

O ministro Alexandre de Moraes, do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), cobrou explicações de Jair Bolsonaro por ter feito suposta propaganda eleitoral antecipada no Palácio do Planalto. A decisão foi assinada na última segunda-feira (17/1) e atende a uma ação do PT.

No último dia 12, Bolsonaro insinuou em um evento no Planalto que a reeleição de Lula seria o retorno do “criminoso” à “cena do crime”, além de ter acusado o ex-presidente de “lotear ministérios”. As falas foram transmitidas ao vivo pela TV Brasil, da estatal Empresa Brasil de Comunicação (EBC).

O PT pediu que o TSE multe Bolsonaro em R$ 25 mil por ter promovido “verdadeira propaganda antecipada em favor de sua reeleição e negativa” em relação a Lula.

0

Já leu todas as notas e reportagens da coluna hoje? Clique aqui.

Siga a coluna no Twitter e no Instagram para não perder nada.

Compartilhar notícia

Quais assuntos você deseja receber?

sino

Parece que seu browser não está permitindo notificações. Siga os passos a baixo para habilitá-las:

1.

sino

Mais opções no Google Chrome

2.

sino

Configurações

3.

Configurações do site

4.

sino

Notificações

5.

sino

Os sites podem pedir para enviar notificações

metropoles.comGuilherme Amado

Você quer ficar por dentro da coluna Guilherme Amado e receber notificações em tempo real?

Notificações