Observadora do cenário político do DF, lança luz nos bastidores do poder na capital.

Arruda procura Frejat: “Vamos ver se você volta atrás”

O ex-governador esteve na casa de Frejat na noite de terça-feira (17/7) e, nesta quarta (18), os dois se falaram por telefone

atualizado 18/07/2018 19:17

josé roberto arrudaElza Fiúza/Agência Brasil

Nas últimas 24 horas, o ex-governador José Roberto Arruda (PR) esteve em contato com seu correligionário Jofran Frejat diversas vezes. Apontado como um dos motivos para a desistência do ex-secretário de Saúde em concorrer ao GDF, Arruda tentou ponderar com Frejat.

Chegou a ir à casa do médico na noite de terça-feira (17/7) para tentar convencê-lo a não abandonar a campanha. Arruda disse a Frejat que não há plano B e que o grupo precisa dele para vencer as eleições. Que estava disposto a ouvi-lo.

Segundo Frejat, Arruda demonstrou desconforto com a pecha de “diabo” depois que o pré-candidato passou a dizer que precisava exorcizar quem está lhe pressionando.

“Eu disse a ele que fiz questão de não citar nomes. Não disse se o diabo é o fulano ou o beltrano. Afirmei que não vou ceder às pressões, não vou entregar meu trabalho a qualquer um ou fazer coisas erradas”, contou.

Na tarde desta quarta (18), os dois voltaram a se falar por telefone. Arruda de novo insistiu. E, mais uma vez, Frejat deu seus motivos, mas não sinalizou mudança. O ex-governador ouviu atentamente e terminou a ligação com um “vamos ver se você volta atrás”.

Últimas notícias