*
 
 

Você precisa entender o seguinte: não existe nada fácil. É difícil para todo mundo mudar hábitos. Porém, é necessário decidir o que é mais penoso: mudar o estilo de vida ou ficar insatisfeito com o seu corpo?

Geralmente, a maior dificuldade em ter um plano alimentar saudável e frequência nos exercícios é manter o pensamento focado nas mudanças que terão de ser feitas: os alimentos adorados (e agora proibidos) e os eventos sociais com amigos, cheios de bebida e comida.

Daí, para justificar a falta de coragem ao enfrentar esses desafios, surgem pensamentos como: “De que adianta tanto esforço e privação, se nem sei se amanhã estarei vivo? Eu prefiro aproveitar a vida agora”.

Aí está o motivo pelo qual você não consegue atingir seus objetivos: não focar os benefícios resultantes da adoção de novos hábitos. Por exemplo: a satisfação de ter um corpo que te deixa confortável, com menos vergonha, mais disposição, autoestima elevada, autoconfiança e a sensação de estar no comando da sua vida.

Essa barreira só será vencida quando todos esses benefícios forem verdadeiramente importantes e significativos para você. Comer besteiras é um prazer momentâneo – e que pode até acontecer, porém, de maneira controlada.

Normalmente, optamos pelo desejo momentâneo. Comece a mudar o seu pensamento, pergunte-se sempre o que você irá ganhar não comendo determinado alimento. E responda para si mesmo. Foque os ganhos, e não as perdas.



dietaBem-estarfocoobjetivos
 


COMENTE

Ler mais do blog