Bolsonaro homenageia médico que o atendeu após facada: “Me salvou”

Pelo Twitter, o presidente postou foto ao lado de Paulo Gonçalves, chefe da equipe da Santa Casa de Juiz de Fora, onde ocorreu atentado

Reprodução / TwitterReprodução / Twitter

atualizado 13/06/2019 18:21

O presidente Jair Bolsonaro (PSL) recebeu, nesta quinta-feira (13/06/2019), o médico Paulo Gonçalves de Oliveira Júnior no Palácio Planalto. Ele chefiou a equipe da Santa Casa, em Juiz de Fora (MG), que atendeu o chefe do Executivo logo após o atentado à faca que sofreu durante a campanha eleitoral, em setembro de 2018. Pelo Twitter, Bolsonaro publicou a foto ao lado do profissional.

“Com muita emoção, recebi a visita do chefe da equipe médica que salvou minha vida na Santa Casa de Juiz de Fora/MG. Ao doutor Paulo Gonçalves de Oliveira Júnior e equipe, meu eterno agradecimento”, escreveu Bolsonaro.

Na quarta-feira (13/06/2019), o presidente pediu para que a Polícia Federal reforçasse as investigações sobre a facada. Como argumento, ele apresentou um vídeo já divulgado em seu Twitter em que Zanone de Oliveira, advogado do autor da facada, Adélio Bispo, dá a entender que emissoras de TV pagam seus honorários. Na postagem, o presidente coloca que o defensor diz que é o “mandante do atentado que paga seus serviços”.

Veja a publicação:

SOBRE O AUTOR
Caio Barbieri

Cursou jornalismo no Centro Universitário de Brasília (UniCeub). Passou pelas redações do Correio Braziliense, Agência Brasil, Rádio Nacional e foi editor-adjunto da Tribuna do Brasil. Ocupou a assessoria especial no Ministério da Transparência e foi secretário-adjunto de Comunicação do GDF. Chefiou o relacionamento com a imprensa na Casa Civil, Vice-Governadoria, Secretaria de Habitação e na Secretaria de Turismo do DF. Fez consultoria para vários partidos, entidades sindicais e políticos da Câmara Legislativa e do Congresso Nacional. Assina a coluna Janela Indiscreta do Metrópoles e cobre os bastidores do poder em Brasília.

Últimas notícias