Veja quem são os 10 mortos identificados na tragédia de Capitólio

Dez pessoas morreram após uma rocha desabar sobre lanchas no local, considerado um dos principais pontos turísticos de Minas

atualizado 10/01/2022 18:05

rocha cai em lago de furnas, em minas gerais, e atinge lanchasReprodução

A Polícia Civil de Minas Gerais identificou todas as 10 vítimas do desabamento de uma rocha em Capitólio, em Minas Gerais. A tragédia ocorreu no sábado (8/1). O estado sofre com chuvas intensas. Pelo menos 145 cidades estão em situação de emergência.

As vítimas são: Júlio Borges Antunes, de 68 anos, natural de Alpinópolis (MG); Camila Silva Machado, 18, de Paulínia (SP); Mykon Douglas de Osti, 24, de Campinas (SP); Sebastião Teixeira da Silva, 64, de Anhumas (SP); a esposa dele, Marlene Augusta Teixeira da Silva, 57, de Itaú de Minas (MG); Geovany Teixeira da Silva, 37; Geovany Gabriel Oliveira da Silva, 14; Thiago Teixeira da Silva Nascimento, 35; Rodrigo Alves dos Anjos, 40, de Betim (MG); e Carmem Pinheiro da Silva,  43.

Veja fotos das vítimas:

0

Após serem submetidos a exames no posto médico-legal em Passos, todos os corpos foram liberados. Apenas quatro deles aguardam serem retirados por familiares.

O Corpo de Bombeiros de MG afirmou que não há previsão para o fim das buscas na região.

Veja o momento do deslizamento do enorme pedaço de rocha:

Maykon Douglas de Osti, uma das pessoas que morreram em Capitólio, faria aniversário um dia depois da tragédia. Ele acompanhava a namorada, Camila Silva Machado, 18, e a família dela no passeio. Ambos eram do município de Sumaré, São Paulo.

Outras cinco vítimas da tragédia foram identificadas pela Polícia Civil nesta segunda-feira. São elas: Geovany Gabriel Oliveira da Silva, 14 anos; Geovany Teixeira da Silva, 37; Thiago Teixeira da Silva Nascimento, 35; Rodrigo Alves dos Anjos, 40; e Carmem Pinheiro da Silva, 43.

Geovany Gabriel era filho de Geovany Teixeira, primo de Thiago. De acordo com o delegado regional da Polícia Civil, Marcos Pimenta, as vítimas passeavam na mesma lancha, chamada Jesus.

O piloto trabalhava como funcionário do proprietário da lancha e dono do rancho onde a família estava hospedada em São José da Barra. O dono da pousada também era parente das vítimas.

Confira mais imagens da tragédia:

0

O governador de Minas Gerais, Romeu Zema, decretou luto oficial de três dias no estado, em razão das 10 vítimas mortas no acidente ocasionado pelo desabamento de uma rocha de mais de 25 metros, nos cânions de Capitólio.

Mais lidas
Últimas notícias