SUS do Rio tem 12 crianças internadas com Covid, duas em estado grave

"Vacinem seus filhos. Quanto mais rápido for feita a imunização, menor o risco de internação", diz o secretário de Saúde Daniel Soranz

atualizado 17/01/2022 15:39

Campanha de vacinação de crianças contra Covid no RioAline Massuca/ Metrópoles

Rio de Janeiro – No dia em que deu início à vacinação contra Covid-19 no público infantil, a cidade do Rio contabiliza 12 crianças internadas com a doença. De acordo com o secretário municipal de Saúde, Daniel Soranz, duas delas têm o quadro mais grave.

“Sim, temos 12 crianças internadas, e duas delas com estado um pouco mais grave. A recomendação é que os pais procurem vacinar seus filhos o quanto antes. Quanto mais rápido for feita a imunização, menor o risco de internação”, disse o secretário em cerimônia de abertura da campanha de imunização de crianças com idades entre 5 e 11 anos.

0

A vacinação de crianças foi aberta em cerimônia no Museu do Amanhã, quando a atleta campeã de jiu-jitsu Marion Timóteo, de 11 anos, tornou-se a primeira menina a receber a  dose infantil do imunizante da Pfizer na capital fluminense. Marion mora no Morro da Providência, no Centro do Rio.

Segundo Soranz, 90% dos pacientes internados na cidade do Rio de Janeiro são pessoas que não tomaram a vacina ou não completaram o esquema vacinal.

Há, na tarde desta segunda-feira (17/1), 619 pacientes internados com Covid-19 na rede SUS do Rio; 169 dessas internações foram realizadas nas últimas 12 horas.

Outro indicador que chama a atenção é a alta na taxa de ocupação de leitos destinados a pacientes com Covid-19.

“A gente já alcançou mais de 60% da taxa de ocupação. (…) Então nossa recomendação é que os pais levem as crianças para que se vacinem e lembrem de tomar a dose de reforço. A dose de reforço é muito importante. A principal estratégia para conter a variante Ômicron é a vacinação”, completou o secretário.

Mais lidas
Últimas notícias