SP reduz intervalo entre doses da Pfizer de 8 semanas para 21 dias

Medida vale para população com 18 anos ou mais; agora, estado segue intervalo previsto na bula do imunizante da Pfizer

atualizado 18/10/2021 17:29

Vacina Pfizer coronavírusPete Bannan/MediaNews Group/Daily Local News via Getty Images

São Paulo – O estado de São Paulo vai reduzir de oito semanas para 21 dias o intervalo entre a primeira e a segunda dose da vacina da Pfizer contra a Covid-19.

O anúncio foi feito pelo governador João Doria (PSDB) nesta segunda-feira (18/10). De acordo com o governo, cerca de 2 milhões de pessoas poderão completar o esquema vacinal mais cedo em São Paulo. A antecipação é válida apenas para pessoas com 18 anos ou mais.

Esta é a segunda vez que São Paulo antecipa o intervalo entre as aplicações do imunizante. Em setembro, foi anunciada a redução de 12 para oito semanas.

No Brasil, a Pfizer começou a ser aplicada com o intervalo de três meses, por conta da limitação de doses disponíveis. Entretanto, a bula prevê, desde o início, que o intervalo seja de 21 dias. Em julho, o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, informou que o tempo entre as doses seria reduzido.

Nos últimos meses, os estados vêm gradualmente anunciando a redução do intervalo. O Distrito Federal e o Rio de Janeiro são alguns exemplos de locais que já anteciparam a segunda dose.

Mais lidas
Últimas notícias