Renato Kalil admite uso de “palavras inadequadas” em parto de Shantal

Médico deu depoimento para à polícia pela primeira vez e negou ter cometido violência obstétrica no nascimento da filha da influenciadora

atualizado 08/08/2022 21:32

Reprodução

São PauloRenato Kalil deu depoimento na quinta-feira (4/8) no 27º Distrito Policial de São Paulo. Foi a primeira vez que o médico foi interrogado pela polícia em investigação que apura se ele cometeu violência obstétrica no parto de Shantal Verdelho.

O obstetra negou ter cometido violência obstétrica no depoimento, segundo a GloboNews. A Polícia Civil e o Ministério Público investigam a conduta dele no parto da filha da influenciadora em setembro de 2021, no Hospital e Maternidade São Luiz, na capital paulista.

Kalil admitiu que usou “palavras inadequadas” na ocasião “apenas em um momento de incentivo motivacional, pois o parto era um parto difícil”. O médico disse ainda que “se errou, foi apenas ‘verbalizando duas ou três palavras’ e nada mais, pois todo o restante do seu trabalho foi correto”.

Publicidade do parceiro Metrópoles 1
Publicidade do parceiro Metrópoles 2
Publicidade do parceiro Metrópoles 3
0

Marido de Shantal

A Polícia Civil questionou se Renato Kalil mostrou para Mateus Verdelho, marido de Shantal, lesões na região íntima da influenciadora e quais palavras foram usadas nesse momento.

O médico respondeu que mostrou as lacerações como é de costume fazer com os acompanhantes. O obstetra afirmou que deu pontos e o “chamou-o novamente para mostrar que tudo estava ok”.

Acusações

Shantal acusou o profissional de ter exposto a intimidade dela. “Ele chamou meu marido e falou: ‘Olha aqui, toda arrebentada. Vou ter que dar um monte de pontos na perereca dela’. Ele falava de um jeito como ‘olha aí, onde você faz sexo, tá tudo fodido'”, disse.

A influenciadora também relatou que o médico a xingou durante todo o trabalho de parto. A polícia pediu uma perícia do vídeo gravado pelo marido de Shantal para averiguar se houve lesão corporal contra a paciente.

Mais lidas
Últimas notícias