*
 

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou na manhã desta quarta-feira (4/7) números que mostram uma queda de 10,9% na produção industrial em maio ante abril, na série de ajuste sazonal. Especialistas indicam que a principal causa para a queda tenha sido a greve dos caminhoneiros durante o mês de maio, tanto pelo comprometimento da produção e distribuição, quanto do abastecimento de matéria prima.

Apesar de representar o pior índice desde 2008, quando o indicador caiu 11,2%, a queda é menor que a mediana das estimativas (-14,0%), calculada pelo Projeções Broadcast. O resultado veio dentro das expectativas dos analistas, que esperavam uma queda entre 18,00% a 4,60% na comparação mensal.

Em relação a maio de 2017, a produção caiu 6,6%. Nessa comparação, sem ajuste, as estimativas variavam de um recuo de 16,00% a uma expansão de 2,60%, com mediana negativa de 10,25%, segundo o Projeções Broadcast. No ano, a indústria teve alta de 2,0%. Segundo o IBGE em 12 meses, a produção da indústria acumulou avanço de 3,0%.