Vídeo. Jair Renan visita loja de armas e provoca: “Alôôôô CPI”

Filho 04 do presidente gravou vídeo em uma empresa que vende armas de airsoft e também equipamentos letais

atualizado 20/09/2021 15:48

Jair Renan BolsonaroReprodução/Instagram

O filho 04 do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), Jair Renan Bolsonaro, gravou um vídeo, na manhã desta segunda-feira (20/9), em uma loja que vende armas de airsoft e também equipamentos letais, e citou a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid-19, que investiga ações e omissões do governo federal no combate à pandemia.

Nos últimos meses, a CPI avançou nas investigações sobre denúncias de corrupção na negociação de vacinas e passou a apurar a distribuição irregular de medicamentos sem eficácia comprovada no tratamento da Covid-19.

Em vídeo divulgado no Instagram, Jair Renan aparece usando um boné com os dizeres “Make Brazil great again”, em referência ao slogan de campanha do ex-presidente dos Estados Unidos Donald Trump, “Make America great again”.

“Bom dia, rapaziada. Então, com vocês aí, o melhor jeito de acordar: tomando um suquinho, comendo um pão de queijo, visitando a loja de um grande amigo meu aqui: Júnior. Sabe o que o cara vende? Arma, brinquedo”, diz Jair Renan, aos risos. Sobre o vídeo, ele escreveu: “Aloooo CPI kkkkk”.

Relatório final

A cúpula da CPI da Covid-19 decidiu adiar a entrega do relatório do colegiado para a primeira semana de outubro. Antes, o relator Renan Calheiros (MDB-AL), crítico do governo federal, trabalhava para que o texto fosse finalizado e apresentado em 24 de setembro, e votado no dia 29 deste mês.

O adiamento do relatório já era algo ventilado pelo vice-presidente da comissão, senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP), diante, segundo ele, da necessidade de colher novos depoimentos. O colegiado tem enfrentado dificuldades para manter a agenda de oitivas nesta reta final.

No relatório, Calheiros deverá pedir o indiciamento do presidente Jair Bolsonaro por prevaricação. O parecer provavelmente alegará que o mandatário não levou ao conhecimento de órgãos de investigação a denúncia sobre irregularidades na compra da vacina Covaxin contra a Covid-19. O crime de prevaricação é caracterizado quando um funcionário público retarda ou se omite na prática de um ato de ofício, ou pratica-o contra disposição legal expressa, visando satisfazer interesse pessoal.

Últimas notícias