Regina Duarte sobre Secretaria de Cultura: “Noivado reduz riscos”

A atriz recebeu convite do presidente Jair Bolsonaro para assumir a pasta o lugar de Roberto Alvim, demitido na semana passada

atualizado 21/01/2020 13:03

Reprodução/Gshow

A atriz Regina Duarte afirmou, nesta terça-feira (21/01/2020), que primeiro precisa “noivar” antes de aceitar oficialmente o convite do presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido), para assumir a Secretaria Especial da Cultura, no lugar de Roberto Alvim. Para a artista, o “noivado” é uma precaução com intuito de “correr menos riscos”.

“Bom dia, queridos! Aceitei, afinal, período de noivado. Eu tinha outra saída? As relações precisam passar pelo ‘noivado’ pra corrermos menos riscos de ‘não dar com os burro n’água’, escreveu a atriz.

A declaração foi feita por meio das redes sociais. Caso Regina Duarte aceite a proposta de Bolsonaro, ela precisará se desligar da Rede Globo.

“Feliz e agradecida pelo imenso apoio amoroso recebido nos últimos dias, foi emocionante e muito lindo sentir que “ se aceitar a batalha tudo bem e se não aceitar, também”, disse a artista, que ainda não informou se vai assumir o cargo ou não.

Nessa segunda-feira (20/01/2020), após uma conversa entre Bolsonaro e a artista, o Palácio do Planalto informou por meio de nota que a atriz fará um teste a partir desta quarta-feira (22/01/2020).

A atriz foi cotada para assumir o lugar de Alvim, depois que o ex-secretário foi demitido, na semana passada, após fazer um vídeo em que parafraseava o ministro da Propaganda Nazista, Joseph Goebbels.

Últimas notícias