metropoles.com

Governo Lula terá 37 ministérios; veja a lista completa

Dos 37 ministérios que vão compor a Esplanada, apenas sete nomes foram confirmados por Lula. Outras 30 pastas seguem sem nomeações

atualizado

Compartilhar notícia

Daniel Ferreira/Metrópoles
Prédios da Esplanada dos Ministérios vistos de cima, em Brasília (DF) - Metrópoles
1 de 1 Prédios da Esplanada dos Ministérios vistos de cima, em Brasília (DF) - Metrópoles - Foto: Daniel Ferreira/Metrópoles

Após a reunião nesta terça-feira (20/12) do conselho político do Gabinete de Transição, a senadora Eliziane Gama (Cidadania-MA) confirmou que a Esplanada será composta por 37 ministérios. Em seguida, ela apresentou uma lista escrita de próprio punho. “Já temos uma definição”, destacou a parlamentar.

“Não aumenta a quantidade de cargos, apenas descentraliza como está agora”, explicou a senadora.

Os ministérios de Lula

Na presidência da República

  • Casa Civil (Rui Costa)
  • Secretaria-Geral da República
  • Relações Institucionais
  • Gabinete de Segurança Institucional (GSI)
  • Secretaria de Comunicação

Esplanada

  • Advocacia-geral da União (AGU)
  • Corregedoria-Geral da União (CGU)
  • Agricultura
  • Relações Exteriores (Mauro Vieira)
  • Pesca
  • Ciência e Tecnologia
  • Defesa (José Mucio Monteiro)
  • Fazenda (Fernando Haddad)
  • Planejamento
  • Desenvolvimento
  • Esporte
  • Indústria e Comércio
  • Desenvolvimento Social, Família e Combate e Fome
  • Gestão e Inovação
  • Educação (Camilo Santana)
  • Igualdade Racial
  • Justiça e Segurança Pública (Flávio Dino)
  • Minas e Energia
  • Cultura (Margareth Menezes)
  • Portos e Aeroportos
  • Transportes
  • Meio Ambiente
  • Trabalho e Emprego
  • Previdência
  • Saúde
  • Povos Indígenas
  • Mulheres
  • Desenvolvimento Agrário
  • Cidades
  • Direitos Humanos
  • Comunicação Social
  • Turismo

Apesar da confirmação da senadora sobre a composição, apenas sete pastas tem os titulares já confirmados pelo presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

“O organograma da composição ministerial está pronto e já há gabinete para todos”, adiantou o futuro ministro-chefe da Casa Civil, Rui Costa. “A maioria dos nomes está definida”, declarou. “Apesar do aumento de pastas, o desafio que o presidente me deu foi manter os custos como estão”, acrescentou.

“O que houve foi um remanejamento. Não criamos cargos, a não ser os cargos dos ministros”, disse Rui Costa.

Articulação política

Rui Costa afirmou que o plano do futuro governo ainda é a aprovação da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) da Transição que está na Câmara. “O objetivo é que todo mundo colabore, como o Senado colaborou. A Câmara fará o mesmo”, avaliou.

“Nosso objetivo é esse: chegar a um entendimento, aprovar a PEC e inaugurar um novo momento de diálogo público transparente com o Congresso Nacional”, ressaltou.

Na última semana, o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Gilmar Mendes aprovou a retirada do Bolsa Família do teto de gastos.

O futuro ministro-chefe da Casa Civil também sinalizou que Lula vaise reunir com governadores em janeiro para reaproximar a esfera federal dos estados.

GSI 

Rui Costa também sinalizou que a estrutura do Gabinete de Segurança Institucional (GSI) da Presidência da República será de transição num primeiro momento para que haja modificação do órgão de inteligência. “Teremos uma estrutura provisória para dar segurança ao presidente até a restruturação definitiva”, revelou.

“Já tem um nome definido para o GSI”, disse. Rui Costa não citou se haverá desmilitarização do órgão.

Compartilhar notícia

Quais assuntos você deseja receber?

sino

Parece que seu browser não está permitindo notificações. Siga os passos a baixo para habilitá-las:

1.

sino

Mais opções no Google Chrome

2.

sino

Configurações

3.

Configurações do site

4.

sino

Notificações

5.

sino

Os sites podem pedir para enviar notificações

metropoles.comNotícias Gerais

Você quer ficar por dentro das notícias mais importantes e receber notificações em tempo real?

Notificações