Porta-voz: Bolsonaro pede desculpas por postagem sobre Argentina

Presidente comemorou no Twitter, com informação errada, fechamento de empresas no país vizinho e mudança para o Brasil, mas depois apagou

José Dias/PRJosé Dias/PR

atualizado 06/11/2019 19:55

O porta-voz da Presidência da República, Otávio Rêgo Barros, disse nesta quarta-feira (06/11/2019) que o presidente Jair Bolsonaro (PSL) identificou que sua postagem nas redes sociais comemorando o fechamento de empresas na Argentina foi um “equívoco” e que o chefe do Executivo pede desculpas por isso.

“Foi um equívoco. O presidente reconhece que foi um equívoco e pede desculpas. Em razão do reconhecimento e da identificação do equívoco, ele determinou que fosse sacada de sua rede social a postagem que estava equivocada”, respondeu o porta-voz.

O presidente Jair Bolsonaro comemorou o anúncio do fechamento das empresas MWM, Honda e L’Oréal na Argentina e sua instalação no Brasil. Em publicação no Twitter, Bolsonaro falou da “nova confiabilidade dos investidores”, que, segundo ele, “vêm para gerar mais empregos e maior giro econômico em nosso país”.

Reprodução/Twitter

A postagem foi feita pela manhã e, por volta de uma hora depois, retirada do ar. A postagem teve grande repercussão negativa no Brasil e, principalmente, no país vizinho.

A Honda anunciou o fim da produção de automóveis na Argentina em 13 de agosto, mais de dois meses antes das eleições argentinas que colocaram o peronista Alberto Fernández na presidência. Já a fábrica de motores MWM anunciou a transferência da produção para o Brasil no início de outubro.

Últimas notícias