Carlos volta a atacar Mourão: “Alinhado com quem detesta Bolsonaro”

Filho do presidente resgatou fala do vice de duas semanas atrás dizendo que o Estado poderia proteger o ex-deputado Jean Wyllys

Redes Sociais/ReproduçãoRedes Sociais/Reprodução

atualizado 24/04/2019 10:56

Apesar dos apelos do pai pelo fim das brigas com o vice-presidente Hamilton Mourão (PRTB), o vereador pelo Rio de Janeiro e filho do presidente Jair Bolsonaro (PSL), Carlos Bolsonaro (PSC-RJ), voltou a disparar contra o número dois da República nesta quarta-feira (24/04/2019). Por meio das redes sociais, ele acusou o general da reserva de ser “alinhado” com inimigos do presidente.

“Caiu no colo de Mourão algo que jamais plantou. Estranhíssimo seu alinhamento com políticos que detestam o presidente”, disse o vereador carioca ao resgatar fala de Mourão do dia 9 de abril, quando ele afirmou que o ex-deputado Jean Wyllys (PSol-RJ) não precisaria ter saído do país após as ameaças porque o Estado poderia protegê-lo.

“Qualquer um sabe que Jean Willians não saiu do Brasil por perseguição, mas por uma esperta jogada política cultural. Com a palavra, o culto”, prosseguiu.

Na sequência, porém, ponderou a sua publicação. “Lembro que não estou reclamando do vice só agora e tals…. são apenas informações! Não ataco ninguém, são apenas fatos que já aconteceram e gostaria de continuar compartilhando com os amigos! Um bom dia a todos!.”

Na última segunda-feira (23/042019), em mensagem lida pelo porta-voz da Presidência, general Otávio Rego Barros, Bolsonaro pediu para que os conflitos entre a ala que segue o escritor Olavo de Carvalho no governo, da qual Carlos faz parte, parasse com as brigas com os militares, sobretudo com o vice.

Na terça, porém, o próprio presidente fez defesa enfática do filho, novamente por meio do porta-voz, ao dizer que ele sempre estaria ao seu lado por ser “sangue do seu sangue”.

Últimas notícias