PF deflagra operação contra o tráfico de drogas pelas redes sociais

Operação Dealear tem como objetivo desarticular organização criminosa que negociava maconha, MDMA e LSD e atuava em cinco estados

Michael Melo/MetrópolesMichael Melo/Metrópoles

atualizado 12/02/2019 9:26

A Polícia Federal deflagrou na manhã desta terça-feira (12/2) a Operação Dealer, para desarticular uma organização criminosa que usava as redes sociais com o objetivo de negociar drogas. A 4ª Vara Criminal Federal de São Paulo expediu, a pedido da PF, 10 mandados de busca e apreensão e 10 de prisão temporária nos seguintes estados: São Paulo, Paraná, Santa Catarina, Sergipe e Minas Gerais.

O inquérito policial teve início em abril de 2018, após atividade de inteligência da própria PF detectar a existência de um grupo que se utilizava de rede social para realizar um mural de classificados virtual do tráfico de drogas. A ideia era aproximar vendedores e compradores e intermediar as transações de maconha, MDMA e LSD. As diligências apontam que o grupo responsável pelo mural atuava de forma organizada, com funções distintas para cada integrante, sujeitos a um comando centralizado.

Os mandados judiciais foram cumpridos no estado de São Paulo, nas cidades de Indaiatuba, Casa Branca, Osvaldo Cruz, Bauru e Birigui. Também houve diligências em Aracaju (SE), Florianópolis (SC), Curitiba (PR) e Divinópolis (MG).

Os investigados serão indiciados pela prática de crimes de tráfico de drogas e associação para o tráfico de drogas, com penas de 3 a 15 anos de prisão e multa. (Com informações da Polícia Federal)

Últimas notícias