Prestes a se aposentar, Celso de Mello antecipa retorno ao STF após licença

O ministro precisou se afastar do exercício na Corte por problemas de saúde. Ele deixa o Supremo em novembro, após 31 anos na Casa

atualizado 25/09/2020 14:31

MinistroDaniel Ferreira/Metrópoles

O ministro Celso de Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF), decidiu antecipar o retorno à Corte. Ele estava de licença médica até o sábado (26/9), mas o prazo foi antecipado para essa quinta-feira (24/9). Com isso, volta aos trabalhos nesta sexta-feira (25/9). O decano precisou se afastar por problemas de saúde.

A licença médica de Celso de Mello teve início em 19 de agosto para que o magistrado fosse submetido a um “pequeno procedimento cirúrgico” no quadril. Após a cirurgia, o ministro precisou ficar de repouso, mas está bem.

Após 31 anos de exercício no Supremo, Celso de Mello se aposenta em novembro, compulsoriamente. Ou seja, o ministro tem praticamente apenas um mês para desempatar decisões que precisam do seu voto.

Celso é relator, entre outras ações, do inquérito que apura a possível interferência de Jair Bolsonaro na Polícia Federal — conforme relatado pelo ex-ministro Sergio Moro. Diante da ausência do ministro, quem assumiu o caso foi Marco Aurélio Mello.

 

0

 

Últimas notícias