Hospitais particulares de SP ainda carecem de kit intubação e oxigênio

Apesar da queda de internações, há hospitais particulares no estado com estoque de medicamentos para menos de uma semana

atualizado 03/05/2021 12:27

Kit-intubaçãoFábio Vieira/Metrópoles

São Paulo – Levantamento do Sindicato dos Hospitais, Clínicas e Laboratórios do Estado de São Paulo (SindHosp) aponta que 98% dos hospitais particulares do estado têm kit intubação para menos de um mês de atendimento. E 5% destas instituições estão em situação mais grave: possuem medicação suficiente para menos de uma semana.

Da mesma forma, os estoques de oxigênio terapêutico estão em situação crítica. Cerca de 89% dos hospitais privados do estado de São Paulo possuem reservas de oxigênio para menos de um mês, e destes, 5% têm estoque para uma semana.

A sondagem da entidade foi feita com 98 instituições hospitalares do estado que, juntas, possuem 9.338 leitos de enfermaria e 4.242 leitos em Unidades de Tratamento Intensivo (UTI); 38% dos hospitais ouvidos são de São Paulo, capital.

Ainda no limite

Apesar da queda de internações de pacientes com Covid-19 dos últimos dias, Francisco Balestrin, presidente do Sindhosp, a falta de vacinas ainda preocupa as instituições, que temem nova alta de internações.

Com menos vacinas, haverá mais demora para vacinarmos toda a população. E nossos hospitais continuam no limite e sem condições de receber mais pacientes”, declarou Balestrin.

0

 

Últimas notícias