*
 

Depois de Rachel Sheherazade e Reinaldo Azevedo, agora foi a vez de o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Gilmar Mendes defender o jornalista William Waack, que foi afastado do “Jornal da Globo”  após um vídeo, onde ele aparece fazendo supostas ofensas consideradas racistas, ter circulado na internet.

O ministro usou o twitter na noite de sábado (11/11) para se manifestar. No post, compartilhou um texto do colunista Demétrio Magnoli, da Folha de São Paulo. “Interessante texto de Demétrio Magnoli. Expresso minha solidariedade ao jornalista William Waack. Todos nós podemos errar”, escreveu Mendes.

Revoltados, seguidores do ministro responderam o tuíte. “Racismo não é erro”, escreveu um. “Errar? Então se alguém cometer um crime pode dizer ao STF que, poxa, foi um erro…. Aécio ao menos admitiu o erro nas 200 ligações entre vocês?”, disse outro.

 

 

COMENTE

twitterGilmar MendesWilliam Waack
comunicar erro à redação