Silva e Luna assume Petrobras: “Chegar ouvindo mais e falando menos”

Na cerimônia de posse, quatro funcionários da empresa também assumiram cargos de diretores executivos

atualizado 19/04/2021 15:26

Joaquim Silva e LunaFilipe Cardoso/Especial para o Metrópoles

O general Joaquim Silva e Luna tomou posse, nesta segunda-feira (19/4), como novo presidente da Petrobras. A cerimônia foi transmitida de forma on-line. No evento, quatro funcionários da empresa também assumiram cargos de diretores executivos, conforme mostrou o Metrópoles na semana passada.

Em seu pronunciamento, Silva e Luna disse que iria chegar “ouvindo mais e falando menos”. Ele afirmou ainda que vai manter a paridade de preços, baseada na cotação do petróleo e do dólar.

“Serei breve. Entendo que quem chega deve chegar ouvindo mais e falando menos. Então, vou começar pela conclusão – agradecendo. Agradeço ao presidente Bolsonaro, que me indicou para o cargo de presidente. Confesso que me sinto honrado pela confiança e impactado pela responsabilidade. Entendo que essa sensação me mantém num ponto de equilíbrio entre a ousadia e a prudência”, disse Silva e Luna.

Interesses do mercado

Ele também enfatizou que vai conciliar os interesses do mercado, do governo, dos petroleiros e dos acionistas, e garantiu que a política de aumento de preços será respeitada.

“É fazer tudo isso conciliando interesses de consumidores e acionistas; valorizando os petroleiros; buscando reduzir volatilidade, sem desrespeitar a paridade internacional; perseguindo a redução da dívida; investindo em pesquisa e desenvolvimento; e contribuindo para a geração de previsibilidade ao planejamento econômico nacional”, ponderou.

Participaram da cerimônia o ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, e o diretor da Agência Nacional de Petróleo (ANP), Rodolfo Saboia, além do presidente do Conselho de Administração da estatal, Eduardo Bacellar.
Foi na sexta-feira (16/4) que Silva e Luna e os outros quatro funcionários da empresa tiveram seus nomes aprovados pelo Conselho Administrativo da Petrobras. No encontro, entretanto, um dos colaboradores eleitos na assembleia de acionistas renunciou ao cargo.

Últimas notícias