Novas regras: veja como consultar saldo do FGTS para sacar o benefício

Com as medidas, neste ano, cada trabalhador terá o limite de R$ 500, ampliando o benefício para contas ativas ou inativas

atualizado 25/07/2019 11:34

Raimundo Sampaio/Esp. Metrópoles

O governo anunciou, nessa quarta-feira (24/07/2019), as regras para o saque do Fundo de Garantia de Tempo de Serviço (FGTS). Para consultar o saldo e saber se você terá direito a retirar o crédito, é preciso acessar o site da Caixa Econômica Federal ou do próprio benefício. Com o aplicativo para smartphone, dá para acompanhar também os depósitos realizados na conta e informações sobre a retirada.

No rol de opções para os trabalhadores que querem se informar, está o cadastramento no site para receber mensagens via celular ou por e-mail. O aplicativo pode ser baixado gratuitamente por celulares do sistema Android, IOS e Windows.

Aos que preferirem realizar a operação pessoalmente, é possível consultar extrato no balcão de agências da Caixa ou em um posto de atendimento, junto ao Cartão Cidadão do banco. Para consultas via internet, o trabalhador precisa ter em mãos o número do NIS ou do PIS, disponíveis na carteira de trabalho.

Os brasileiros que estão no exterior devem reportar às embaixadas para conferir o saldo e a possibilidade de saque do fundo.

Novas regras
Com as novas regras, neste ano, cada trabalhador terá o limite de R$ 5oo por saque, ampliando o benefício para contas ativas ou inativas. Porém, para os poupadores da Caixa Econômica, o depósito será feito automaticamente. Os saques serão liberados a partir de setembro e poderão ser feitos nos caixas automáticos da Caixa.

Além do valor de R$ 500, serão liberados também recursos das cotas do Fundo PIS/Pasep. Nesse caso, o beneficio só poderá ser retirado uma vez.

O trabalhador também receberá, a cada ano, 100% do “lucro” do FGTS. Antes, o valor era de 50%. A rentabilidade do fundo continuará equivalente à Taxa Referencial (TR) mais de 3% ao ano.

A partir do próximo ano, os trabalhadores terão o direito de fazer saques anuais nas contas do FGTS. Nessa opção, estão limitados, para contas com até R$ 500, será liberado 50% do saldo, percentual que vai se reduzindo quanto maior o valor em conta. Para as contas com mais de R$ 500, os saques serão acrescidos de uma parcela fixa.

Confira o passo a passo
Acesse o portal para conferir os valores. Após realizar cadastro e entrar na página principal do perfil, basta clicar na opção “FTGS”, localizada na parte esquerda e superior. Entre as opções, o usuário pode alterar dados pessoais ou checar os créditos complementares. Basta clicar na aba “extrato” para conferir o valor de direito do trabalhador. Descubra aqui quais documentos os beneficiários devem ter em mãos para retirar a quantia.

Porém, é preciso ter atenção, pois nem todas as pessoas têm direito à retirada do fundo. De acordo com a lei que rege o imposto, o saque só pode ser feito em casos de demissão sem justa causa, aposentadoria, término do contrato, rescisão por culpa recíproca, falecimento do trabalhador, entre outros casos. Para conferir, clique aqui.

O Ministério da Economia deve permitir que os trabalhadores saquem até 35% dos recursos das contas ativas (dos contratos de trabalho atuais) do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS). A expectativa do governo é de que a medida injete até R$ 42 bilhões na economia.

Mais lidas
Últimas notícias