Cadela cega e idosa é resgatada em casa abandonada em Petrópolis; veja

Ao menos 20 cachorros ainda esperam resgate no Morro da Oficina, bairro mais atingido pela chuva. Animais estão assustados, com fome e sede

atualizado 17/02/2022 13:25

Cachorra estava com sede e fome, além de muito assustadaGiulia Ventura/Metrópoles

Petrópolis – Durante a busca incessante por sobreviventes no Morro da Oficina, que deslizou após a forte chuva que atingiu Petrópolis, na Região Serrana do Rio, uma cadela trouxe esperança de que vítimas com vida possam ser encontradas.

A cachorra idosa, que é cega, foi resgatada dentro de uma casa abandonada por uma família que tentou se salvar da tragédia. A cadela foi retirada da residência, na manhã desta quinta-feira (17/2), pelo Grupo de Resgate de Animais em Desastre.

Publicidade do parceiro Metrópoles
0

Além da cadela preta, que encontrou conforto e consolo no colo de um dos agentes, outros três cachorros foram resgatados próximos ao local. De acordo com a coordenadora do Grupo de Resgate de Animais, Carla Sassi, pelo menos 20 cães ainda precisam ser resgatados, mas estão em locais de difícil acesso.

Além de assustados, os animais estão com fome e sede. Na quarta-feira (16/2), um cachorro de grande porte foi encontrado por moradores e voluntários em meio aos escombros do Morro da Oficina.

Bombeiros usam cães

Os cães oficiais e treinados do Corpo de Bombeiros são utilizados para tentar encontrar vítimas nos bairros onde aconteceram o deslizamento.

Os agentes até pedem para os voluntários ficarem em silêncio enquanto os cachorros farejam, justamente para tentarem ouvir ao barulho ou pedido de ajuda em meio aos escombros.

Até o momento, são 105 mortos confirmados na tragédia e, pelo menos 134 pessoas seguem desaparecidas, segundo informou a Delegacia de Descoberta de Paradeiros do Rio.

Mais lidas
Últimas notícias