ANS instaura processos para apurar denúncias contra Prevent Senior

Agência diz que está tomando todas as providências possíveis para apuração dos indícios de infrações cometidas pela operadora

atualizado 01/10/2021 22:44

Prevent SeniorFábio Vieira/Metrópoles

A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) informou, nesta sexta-feira (1º/10), que instaurou processos, em 8/9 e em 20/9 para apurar as acusações contra a Prevent Senior, alvo de denúncias na CPI da Covid no Senado.

A ANS informou ainda que realizou diligências in loco e telefônicas, solicitou informações à operadora, enviou ofícios a médicos e ex-médicos e realizou reunião presencial com representantes da operadora. “As análises das informações estão em curso e são necessárias para subsidiar as decisões sobre medidas que venham a ser tomadas pela ANS”, diz a nota.

A Prevent Senior é suspeita de ter ocultado o número de mortes de pacientes em um estudo sobre uso da cloroquina para tratar a Covid-19.

A operadora de saúde também é acusada de ter pressionado a prescrição de medicamentos, como a própria hidroxicloroquina, ineficazes contra a doença pandêmica. O Ministério Público de São Paulo abriu um inquérito sobre o caso.

Em nota, ANS disse que monitora “de forma permanente, o setor de planos privados de assistência à saúde. Esse monitoramento é feito de diversas formas, principalmente por meio da análise de dados recebidos periodicamente das operadoras e das reclamações registradas por consumidores e prestadores de serviços de saúde nos canais de atendimento da Agência”.

Apuração dos indícios

“ANS está tomando todas as providências possíveis para apuração dos indícios de infrações à legislação da saúde suplementar e está atuando para um rápido retorno à sociedade dentro de suas atribuições. Importante esclarecer que nem todas as questões levantadas estão sob a regulação que compete à ANS”, completa.

A ANS afirma ainda que não tem competência para regular a atividade de profissionais e dos estabelecimentos de saúde.

Nessa quinta-feira (30/9), a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid-19 aprovou a convocação de Paulo Roberto Rebello, diretor-presidente da ANS, para prestar depoimento ao colegiado. Rebello deve informar quais procedimentos a agência tomou em relação ao caso da Prevent Senior.

Últimas notícias