Causa de queda de avião na China é “nebulosa”, diz emissora do país

O jato caiu na vertical na segunda-feira (21/3) com 132 pessoas a bordo. Não existem sinais de sobreviventes

atualizado 22/03/2022 10:56

Queda de avião na ChinaReprodução/Redes Sociais

Um avião Boeing-737 da China Eastern Airlines, que transportava 132 pessoas, caiu na região de Guangxi, na China, nessa segunda-feira (21/3), provocando um incêndio no local. Emissora estatal chinesa, a CCTV informou nesta terça-feira (22/3) que ainda não há sinal de sobreviventes.

Equipes de resgate vasculham a área em busca de passageiros ou vestígios que possam esclarecer as causas da queda da aeronave, mas até o momento apenas pedaços incinerados do avião foram vistos. “Destroços do avião foram encontrados no local, mas até agora nenhum contato foi feito com os que estavam a bordo”, disse a emissora.

0

O presidente chinês, Xi Jinping, ordenou investigação profunda para que as causas sejam determinadas o mais rapidamente possível. A CCTV, porém, disse que o caso é “nebuloso”.

O diretor de Segurança de Voo do Sindicato Nacional Aeronautas (SNA), Eduardo Antunes, explicou ao Metrópoles que o motivo do acidente pode ser uma eventual falha nos comandos do avião. Antunes explica que, no momento da queda, o avião estava em voo de cruzeiro. Segundo o especialista, trata-se da etapa mais segura de qualquer voo.

“Essa fase de voo é a mais segura. Do ponto de vista estatístico, é nessa etapa que acontecem menos acidentes aéreos. Uma vez que o avião decola e atinge o nível de cruzeiro, praticamente não há acidentes, porque o piloto tem bastante altitude para contornar eventuais problemas”, assinalou Antunes.

Veja momento em que avião cai e pega fogo:

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Metrópoles (@metropoles)

Mais lidas
Últimas notícias