5 lugares para comer sanduíche de pastrami por até R$ 45 em Brasília

A carne curada e defumada tem ganhado cada vez mais espaço nos menus dos restaurantes e promete uma explosão de sabores a cada mordida

atualizado 01/12/2020 10:35

Sanduíche de pastramiDivulgação

É da combinação entre um corte de carne originalmente simples, mix de temperos, dias de cura e horas de defumação que nasce o pastrami. O produto, originado de uma técnica de conservação de carnes, tem vivido dias de popularidade na gastronomia mundo afora. Em Brasília, o preparo ainda aparece tímido, mas aos poucos, chefs de cozinha da capital abrem espaço para o ingrediente suculento e bem temperado que conquista o coração e o estômago de quem prova.

Exemplo disso é o sanduíche de pastrami do Dylan Cafe Bakery. A casa, localizada na Asa Sul, está aberta há seis anos e desde o primeiro dia conta com a receita no cardápio. “Sempre foi o nosso sanduíche mais vendido”, compartilha o proprietário Fabrício Campos. 

À frente do Superquadra, o chef Tonico Lichtsztejn conta que muita gente o pedia para fazer. Mas revela que também foi conquistado pelo trabalho que o preparo envolve. “É um sanduba muito bom, e de uma complexidade enorme de fazer. Gosto de desafios.” 

Para ajudar a encontrar essa iguaria pela capital, o Metrópoles reuniu cinco restaurantes que servem o suculento sanduíche de pastrami. E o melhor: todos custam menos de R$ 45. Confira:

Castália – Padaria Artesanal Brasileira

A combinação tradicional entre pão de centeio e pastrami é a aposta da padaria de Pedro Galvão. Na casa, o pastrami é preparado com carne 100% sustentável da marca Beef Passion, que é temperada e curada por cerca de 30 dias. Logo após a cura, a carne é defumada na serragem de goiabeira por 10 horas. 

O sanduíche de pastrami (R$ 38) da Castália também leva mostarda da casa, mostarda dijon, picles de maxixe e pepino e cebola roxa. Disponível apenas na unidade da Asa Sull, o preparo pode ser consumido no local ou levado para a viagem. 

Dylan Cafe Bakery

No café de Fabrício Campos, o sanduíche de pastrami (R$ 38) é sucesso há seis anos. A receita é preparada na baguete caseira e leva mussarela, mostarda inglesa, rúcula e cole slaw – uma salada de repolho branco fatiado com maionese da casa, além da carne curada. Quem quiser levar a delícia para casa, pode ligar, pedir e passar para retirar. 

Sanduíche de pastrami
No Dylan: o sanduíche de pastrami é o mais vendido da casa
Lago Restaurante 

Marcelo Petrarca levou para o menu do Lago Restaurante uma receita que sempre que pode, experimenta. O sanduíche de pastrami (R$ 41) da casa serve como uma entrada, ou como prato principal. No pão de fermentação natural feito no restaurante, a delícia leva cebola caramelizada, maionese de alcaparrones do chef e pastrami. Para acompanhar, batatas chips. Ele pode ser encontrado a qualquer horário e pode ser consumido no local ou via delivery.

Petrarca apostou no sanduíche e o adicionou ao menu do Lago por gostar da iguaria
Superquadra Bar

Temperado com nove especiarias, é difícil resistir ao pastrami de Tonico Lichtsztejn. O processo completo de produção inclui 10 dias de cura, quatro horas de defumação e mais seis horas assando a carne. Para quem ainda não conhece, o sanduíche (R$ 39) conta com pão artesanal da La Boulangerie, picles, mostarda e claro, o pastrami. Tudo acompanhado de molho sour cream. 

Com o sucesso da receita, Tonico lançou esta semana o kit para montar o sanduíche em casa. É possível comprar para fazer um (R$ 39) ou três sandubas (R$ 117). As encomendas podem ser feitas pelo Whatsapp através do número (61) 98316-2064. 

Sanduíche de pastrami
O sanduíche de pastrami da casa é curado por cerca de 10 dias e muito elogiado
Universal

A casa chefiada por Mara Alcamim oferece uma receita que parece simples, mas promete conquistar o público. O pastrami de peito bovino assado lentamente durante 12 horas é servido no pão ciabatta com vinagrete de ervas da chef, mostarda e brotos (R$ 39). No menu apenas durante o jantar, os clientes podem também pedir o preparo para comer em casa. 

0

 

 

Segurança em primeiro lugar

O Metrópoles reconhece que o momento é delicado e merece cuidados especiais para prevenir o contágio da Covid-19 em famílias de clientes e funcionários de todos os estabelecimentos listados nesta matéria.

Reiteramos que é necessário esforço redobrado para que a saúde coletiva seja preservada. Todos os locais escolhidos pela reportagem para a composição deste roteiro estão seguindo as normas de segurança estabelecidas pelo Governo do Distrito Federal (GDF).

Serviços

Castália

102 Norte, Bloco D, Lojas 64/74. Telefone: (61) 3081-8899. De terça a sábado, das 8h às 19h30

304 Sul, Bloco B, Loja 2. De terça a sábado, das 8h às 21h

Dylan Cafe & Bakery

315 Sul, Bloco A, Loja 15. Telefone: (61) 3363-1294. De terça a sexta, das 14h às 21h; sábado, das 10h às 21h; domingo, das 8h às 13

Lago Restaurante

SHIS QI 05. Telefone: (61) 3553-9077. De terça a sábado, das 12h às 16h e das 19h30 às 0h; domingo, das 12h às 17h

Superquadra Bar

404 Norte, Bloco B, loja 44. Telefone: (61) 98316-2064. Sábado e domingo, das 10h30 às 17h

Universal

210 Sul, Bloco C, Loja 18, 3443-2089. Segunda a sexta, das 12h às 15h e das 19h às 0h; e sábado, das 12h às 16h e das 19h à 1h

Últimas notícias