Pré-Olímpico: Brasil supera Uruguai e é líder isolado do grupo

Com gols de Pedrinho, Matheus Cunha e Pepê, a Seleção chegou a seis pontos na competição

FERNANDO VERGARA/ASSOCIATED PRESS/ESTADÃO CONTEÚDOFERNANDO VERGARA/ASSOCIATED PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO

atualizado 23/01/2020 0:59

A Seleção Brasileira sub-23 conquistou na noite desta quarta-feira (23/01/2020) a sua segunda vitória em duas partidas disputadas no Pré-Olímpico da Colômbia. Com gols de Pedrinho, Matheus Cunha e Pepê, o Brasil derrotou o Uruguai por 3 x 1 e se isolou na liderança do Grupo B da competição.

Com seis pontos, o time brasileiro está três à frente de Paraguai e Uruguai. No primeiro jogo da rodada desta quarta, na cidade de Pereira, os paraguaios derrotaram a Bolívia por 2 x 0.

O clássico sul-americano foi o tempo todo aberto, com as duas equipes encontrando alguma facilidade para chegar à área adversária. Quem deu a primeira cartada foi o Uruguai, aos três minutos. Rossi recebeu lançamento no lado direito do ataque e rolou para o meio da área, onde Ramírez estava completamente livre. O atacante, porém, enrolou-se com a bola e chutou para fora uma chance incrível.

Diferentemente dos uruguaios, o Brasil aproveitou bem a sua primeira oportunidade, que surgiu aos 14 minutos. Um cruzamento preciso de Antony foi transformado por Pedrinho no primeiro gol da equipe comandada por André Jardine. E a vantagem deu confiança ao time brasileiro, que aumentou sua vantagem aos 30 minutos em uma cobrança de pênalti de Matheus Cunha.

Assim como havia ocorrido no início da primeira etapa, o Uruguai perdeu um gol feito no começo da segunda. Aos dois, o goleiro Ivan fez uma belíssima defesa em cabeçada de Ramírez e, no rebote, Bueno tinha o gol aberto à sua frente, mas de alguma maneira chutou para fora.

O confronto ficou ainda mais aberto, com os uruguaios no ataque e os brasileiros no contra-ataque. E foi dessa maneira que o Brasil chegou ao terceiro gol, aos 32 minutos, em uma jogada de autoria de dois destaques do Grêmio. Pepê recebeu lançamento de Matheus Henrique, avançou em velocidade e marcou com um lindo toque por cima do goleiro Arruabarrena.

Dois minutos depois, o Uruguai diminuiu sua desvantagem com um gol de cabeça de Bueno, aproveitando uma saída ruim de Ivan. Nada, porém, que colocasse em perigo a vitória do Brasil, que vai folgar na próxima rodada do Grupo B, marcada para sábado. A equipe de André Jardine disputará sua terceira partida na Colômbia na próxima terça-feira, contra a Bolívia.

Ficha técnica
Brasil 3 x 1 Uruguai
Brasil: Ivan; Guga, Nino, Robson Bambu e Caio Henrique; Matheus Henrique, Bruno Guimarães e Pedrinho; Antony (Bruno Tabata), Paulinho (Pepê) e Matheus Cunha (Reinier). Técnico: André Jardine.
Uruguai: Arruabarrena; José Rodríguez, Cáceres, Bueno e Maxi Araújo; Waller, Acevedo, Sanabria (Piquerez) e Ginella (Santiago Rodríguez); Ignacio Ramírez (Viñas) e Rossi. Técnico: Gustavo Ferreyra.
Gols: Pedrinho, aos 14, e Matheus Cunha, aos 30 minutos do primeiro tempo; Pepê, aos 32, e Bueno, aos 34 minutos do segundo tempo.
Árbitro: Facundo Tello (Argentina).
Cartão amarelo: Robson Bambu (Brasil).
Renda e público: Não divulgados.
Local: Estádio Hernán Ramírez Villegas, em Pereira (Colômbia).