Neymar lesionado: craque já desfalcou PSG em outros jogos-chave

Última lesão ocorreu na quarta-feira (10/2) em jogo da Copa da França, e jogador ficará de fora das oitavas da Champions, contra o Barcelona

atualizado 12/02/2021 6:31

Neymar se machuca em jogo do PSGGetty Images / Xavier Laine / Colaborador

Neymar voltou a se machucar e será desfalque novamente no PSG. Desta vez, o atacante brasileiro se lesionou na partida contra o Caen, pela Copa da França, e ficará de molho no time francês por quatro semanas. Assim, o jogador não defenderá os franceses contra o Barcelona, pelas oitavas de final da Champions League. As lesões vêm se tornando um problema frequente na carreira do atacante.

Veja outros jogos e momentos importantes em que o craque desfalcou o PSG e a Seleção Brasileira:

Baixas na França
A lesão dessa quarta-feira (10/2) tirou o craque brasileiro do duelo gigantesco do time francês contra o Barcelona, de Lionel Messi. A contusão, dessa vez na coxa, aconteceu em um jogo contra uma equipe da segunda divisão francesa e fará o jogador se ausentar do confronto mais importante da temporada do PSG.

O clube estima uma recuperação de quatro semanas. O primeiro confronto contra o time catalão acontece já na terça-feira (16/2). Desde que chegou ao PSG, Neymar desfalcou o PSG em quatro anos consecutivos. Curiosamente, as lesões sempre aconteceram no começo de cada ano. O jogador vem sofrendo com as lesões desde 2017, quando ainda estava no Barcelona.

De 2018 até hoje, o jogador sempre desfalcou a equipe francesa no início de cada ano. Em sua primeira temporada no time, Neymar fraturou o metatarso e ficou de molho de fevereiro a maio. No ano seguinte, a mesma lesão o tirou de combate de janeiro a abril.

Em 2020, em fevereiro, mais uma lesão. E agora em 2021, contusão na coxa e volta estimada apenas em março. Com os dois jogos contra o Barcelona, o jogador chegará à marca de dez partidas da Champions League que não atuou por problemas de lesão desde que desembarcou em Paris.

Contando os dois duelos contra os espanhóis, Neymar chegará a cinco jogos de oitavas de final como desfalque do PSG.

Desfalque na Amarelinha
As lesões também atrapalham o jogador na Seleção Brasileira. A contusão nas costas durante o jogo com a Colômbia nas quartas de final da Copa do Mundo de 2014, no Brasil, figura como a ausência mais sentida do craque em compromissos da seleção.

Sem Neymar, a seleção de Felipão sofreu a maior derrota da história em Copas do Mundo, caindo para a Alemanha no fatídico 7 x 1 no Mineirão.

Em 2018, a lesão no metatarso, meses antes da Copa do Mundo da Rússia por pouco não fez o atacante perder a competição mais importante do futebol mundial. Após o torneio em solo russo, Neymar admitiu que, além do antigo problema, sofreu também com uma lesão no tornozelo.

Após o Mundial na Rússia, com a eliminação nas quartas de final para a Bélgica, o jogador desfalcou a seleção de Tite em metade das partidas disputadas pelo Brasil.

A última ausência do time de Tite aconteceu na rodada derradeira de 2020 das Eliminatórias. Convocado, o atacante chegou a vir para o Brasil e treinar com os companheiros, mas o problema na coxa acabou resultando no corte do craque nos compromissos contra Venezuela e Uruguai.

Com a nova lesão, a presença de Neymar tornou-se incerta nos jogos iniciais da Seleção Brasileira em 2021. Nos dias 25 e 30 de março, os comandados de Tite enfrentam Colômbia e Argentina, respectivamente. E, assim como o PSG, o Brasil pode ficar mais uma vez sem seu maior jogador em duelos mais do que importantes na temporada.

Vídeos
Últimas notícias