metropoles.com

“Difícil de administrar”, diz ex-técnico do Barcelona sobre Messi

Quique Setién afirmou que o craque argentino goza de um excesso de poder dentro do vestiário

atualizado

Compartilhar notícia

Alex Caparros/Getty Images
Quique Setién Barcelona
1 de 1 Quique Setién Barcelona - Foto: Alex Caparros/Getty Images

Demitido do Barcelona depois de perder o Campeonato Espanhol passado e ser goleado pelo Bayern de Munique na Champions League, o técnico Quique Setién falou sobre algumas dificuldades que teve para gerenciar a equipe. E não poupou o comportamento do craque Lionel Messi.

“Leo [Messi] é difícil de administrar. Quem sou eu para mudá-lo! Se eles o aceitaram como ele é por anos e não o mudaram… Há outra faceta que não é o jogador e é mais complicada de gerenciar. Muito mais. Algo inerente a muitos atletas, como visto no documentário de Michael Jordan [The Last Dance]. Você vê coisas que não espera”, afirmou Setién em entrevista ao El País.

“Ele é muito reservado, mas faz você ver as coisas que ele quer”, continuou o treinador. “Ele não fala muito. Depois que eu saí, o que ficou claro é que em certos momentos tive que ter tomado outras decisões, mas tem uma coisa que está acima de você: o clube. E está acima do presidente, do jogador, do treinador. Existem milhões de pessoas que pensam que Messi, ou qualquer outro jogador, é mais importante do que o clube e o treinador. Este jogador, como outros ao seu redor, viveu 14 anos conquistando títulos, ganhando tudo”, disse.

“Isso é difícil quando alguém se acostumou a vencer. E quando uma ansiedade é gerada dentro de si mesmo, quando ele deixa de fazê-lo, o machuca. Na verdade, a demanda brutal que existe hoje no futebol está imbuída dele e de muitos outros que precisam vencer permanentemente”, explicou.

Setién foi também bastante filosófico para analisar a postura dos colegas em relação a Messi, e do argentino em relação à vida. “A perspectiva interna às vezes o engana. A realidade de que vivem não é a realidade de que outro vivem. Para eles, e para muitas pessoas, o que importa é vencer e todo o resto não vale a pena. Até que você saia do futebol e alguns anos se passem, você não vê claramente a realidade da vida. Você está interessado em suas próprias coisas, sempre recebe o feedback do mesmo grupo e essas são situações difíceis para eles. São crianças a quem damos tudo”.

0

 

 

Compartilhar notícia

Quais assuntos você deseja receber?

sino

Parece que seu browser não está permitindo notificações. Siga os passos a baixo para habilitá-las:

1.

sino

Mais opções no Google Chrome

2.

sino

Configurações

3.

Configurações do site

4.

sino

Notificações

5.

sino

Os sites podem pedir para enviar notificações

metropoles.comEsportes

Você quer ficar por dentro das notícias de esportes e receber notificações em tempo real?