Ex-chefão da F1 defende Putin e minimiza fala racista de Piquet

Bernie Ecclestone afirmou que o termo "neguinho" não parece tão terrível no Brasil e disse que levaria um tiro por Putin

atualizado 30/06/2022 10:33

Bernie Ecclestone no GP de São Paulo - Metrópoles Mark Thompson/Getty Images

Em entrevista “Good Morning Britain” nesta quinta-feira (30/6), o ex-piloto e ex-chefão da Fórmula 1 Bernie Ecclestone, polemizou ao minimizar as falas racistas de Nelson Piquet se referindo ao heptacampeão Lewis Hamilton.

Segundo Ecclestone, o termo “neguinho”, dito por Piquet ao falar de Hamilton, não lhe parece algo tão terrível para ser dito no Brasil.

“Não é apropriado para nós, mas provavelmente não é algo terrível que acontece se você disser isso no Brasil. As pessoas dizem coisas, e falam sobre as outras se estão um pouco acima do peso, ou um pouco abaixo do tamanho como eu. Tenho certeza de que as pessoas fizeram comentários sobre isso. Se eu tivesse ouvido, seria capaz de lidar com isso sozinho sem muitos problemas”.

Quando foi questionado sobre os recentes confrontos entre Rússia e Ucrânia, Ecclestone fez elogios a Putin, amigo pessoal do ex-dirigente, e afirma que levaria um tiro pelo presidente russo.

“Eu levaria um tiro por Putin. O que ele está fazendo é algo que ele acreditava ser a coisa certa a fazer pela Rússia. Infelizmente, é como muitos empreendedores, como eu, que cometemos erros de vez em quando. Se você o comete, tem que fazer o possível para sair dele” disse Ecclestone.

O ex-chefe da F1 complementou fazendo criticas ao presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky. Na visão de Ecclestone, o presidente ucraniano poderia ter evitado a guerra.

“A outra pessoa na Ucrânia, eu entendo que ele costumava ser um comediante e acho que ele parece querer continuar nessa profissão. Eu acho que se ele tivesse pensado bem, ele definitivamente teria feito um esforço grande o suficiente para falar com Putin, que é uma pessoa sensata, e ele o teria ouvido. Se a Ucrânia quisesse sair dela, poderia ter feito isso”, afirmou Bernie.

A Fórmula 1 se pronunciou sobre as declarações de Ecclestone dizendo que “os comentários feitos por Bernie Ecclestone são suas opiniões pessoais e contrastam fortemente com a posição dos valores modernos do nosso esporte”.

Quer saber tudo que rola no mundo dos esportes e receber as notícias direto no seu celular? Entre no canal do Metrópoles no Telegram e não deixe de nos seguir também no Instagram!

Mais lidas
Vídeos
Últimas notícias