Covid-19: artistas do DF usam Instagram para vender suas obras na crise

Doze renomados artistas locais colocam peças na Expon_line, que terá um leilão digital: evento começa dia 23 de maio

Daniel ToysDivulgação

atualizado 21/05/2020 18:55

Um dos setores mais atingidos pela pandemia do coronavírus, a indústria cultural busca meios para se manter em tempos de distanciamento social e quarentena. De editais de fomento a transmissões ao vivo na internet, artistas buscam a tecnologia como uma forma de tirar sustento e manter a criatividade.

Neste contexto, o produtor cultural Julimar dos Santos reuniu 12 artistas da cidade para uma mostra coletiva digital. A Expon_Line começa neste sábado (23/05), com exposição virtual no Instagram seguida de um leilão.

A partir deste sábado, serão postadas duas obras por dia. Os interessados poderão dar lances nos comentários ao longo de 24 horas. A maior oferta leva. O dinheiro ajudará os artista e 10% será revertido a instituições de caridade.

“Esta primeira edição será um laboratório. A ideia foi replicar aqui o que estamos vendo em outras manifestações artísticas, usando a tecnologia para beneficiar os artistas”, conta Julimar dos Santos ao Metrópoles.

Os artistas convidados e que generosamente aceitaram doar parte do valor arrecadado são Toys Daniel (foto principal), Derk, Guga Baygon, Hamilton, Omik, Cacau, Kellen Klipel, Micro, Neew, Young, Soneca e o próprio Julimar dos Santos.

Veja algumas das obras:

0

“A curadoria foi bem livre, pedi que os próprios artistas sugerissem as obras, escolhessem as peças”, explica Julimar. A maioria dos selecionados são artistas de rua. “Acho que é normal, pois tenho uma relação muito forte com os grafiteiros”, completou.

Outra iniciativa

O departamento de Artes Visuais da Universidade de Brasília (UnB) promove, no Instagram, o projeto de extensão Ações em Arte nos tempos do Covid-19, em que estimula a realização de atividades de produção e discussão sobre o campo das artes em plataformas digitais.

Sob coordenação de Cinara Barbosa, professora do curso de Artes Visuais da UnB, o projeto conta com atividades artísticas e culturais propostas por seus corpos docente e discente, como exposições, cursos de extensão, entrevistas, conferências, palestras e podcasts, que ocorrerem durante o período de vigor do isolamento social e possibilitam a presença das artes neste novo cotidiano. Tudo feito a distância.

Últimas notícias