Crítica: Tudo Bem no Natal Que Vem tem humor típico de Leandro Hassum

Longa de Natal da Netflix aposta na simplicidade e no lado brasileiro da festa para fazer graça

atualizado 01/12/2020 17:47

TUDO BEM NO NATAL QUE VEMDivulgação

O Natal é sempre uma grande fonte de inspiração para a cultura pop: de títulos como Esqueceram de Mim a O Grinch, a festa de fim de ano já foi retratada de várias maneiras. A maior parte delas, é verdade, tendo o Hemisfério Norte como referência, com Papai Noel em meio a neve e a um inverno rigoroso. A Netflix, a partir desta quinta-feira (3/12), traz uma nova visão, com Tudo Bem no Natal Que Vem.

Estrelado por Leandro Hassum, o primeiro especial de Natal brasileiro da Netflix – os outros foram coprodução com o Porta dos Fundos – exalta logo de cara uma versão nacional do feriado. Sai a neve, entra o verão escaldante do Rio de Janeiro. No lugar do musical, o especial de Roberto Carlos.

A trama do filme, então, acompanha Jorge (Leandro Hassum), um homem que faz aniversário em 25 de dezembro e desenvolveu um ranço grande pelo Natal. Porém, após sofrer um acidente, ele acorda todo dia 24 sem memória, preso em uma eterna véspera de… Natal.

0

Tudo Bem no Natal Que Vem não é dado a experimentações. É uma comédia familiar, com humor simples, com um grande pé na linguagem televisiva que Hassum sempre levou para os cinemas. Porém, neste filme, há algumas pitadas de novidade: o longo tempo coberto pela obra, a caracterização e as mudanças na casa da família.

Usando a clássica estrutura da “lição”, o filme explora a ideia de que as dificuldades servem como ensinamento na época do Natal, sempre levando a noção de família ao patamar mais alto.

A típica história natalina, então, ganha ares bem brasileiros, com nuances que nossa cultura popular emprestou ao Natal. Se não é um grande primor de originalidade, Tudo Bem no Natal Que Vem faz rir pela identificação: é difícil não ver um conhecido em nenhum daqueles personagens representados pelo longa. É o que diz o ditado: “Se você acha que na sua família não tem um tio chato, talvez ele seja você”.

Se não é um primor de texto, Tudo Bem no Natal Que Vem é um divertimento escapista, com chance de ser popular e capaz de arrancar boas risadas. Como, aliás, é a carreira de Leandro Hassum.

Avaliação: Regular

Últimas notícias