Terracap abre licitação para construção de habitações indígenas no Noroeste

Iniciativa faz parte de acordo de desobstrução da via W9. Serão beneficiados os povos Kariri-Xocó e Tuxá

atualizado 29/01/2021 17:54

Divulgação/Terracap

A Companhia Imobiliária de Brasília (Terracap) abriu licitação para escolher a empresa que vai construir 16 habitações, sete ocas e um centro de convivência para indígenas no Noroeste. As casas são destinadas às etnias Kariri-Xocó e Tuxá.

A abertura da licitação foi publicada no Diário Oficial do Distrito Federal (DODF) desta sexta-feira (29/1). O critério de escolha da empresa é o menor preço e o valor estimado das obras está sob sigilo.

Veja a publicação do DODF: 

DODF

O local demarcado para a construção da reserva indígena é a Área de Relevante Interesse Ecológico (ARIE) Cruls. A Terracap deverá implementar a infraestrutura da região, o que inclui sistemas de abastecimento de água, esgoto e energia.

“Na área de 14 hectares será construída, em definitivo, a Reserva Indígena Kariri-Xocó e Tuxá do Bananal-DF”, informou a companhia, em nota.

Ainda de acordo com a Terracap, além das casas e do centro de convivência, serão erguidos uma estrutura de guarita e um terreiro no local, além de casa para produção de farinha, a fim de apoiar a sustentabilidade da aldeia. Todo o perímetro da reserva foi cercado pela estatal.

Acordo

As 16 famílias beneficiadas pela licitação firmaram acordo com a Terracap em 18 de outubro de 2020. O objetivo foi desobstruir a via W9, onde as duas etnias estavam assentadas.

Depois do acordo, a Terracap construiu casas de alvenaria provisórias para os índios.

Últimas notícias