Wolverine, Papai Smurf e Djavan na disputa para deputado distrital

Os eleitores brasilienses encontrarão nomes criativos nas urnas. Confira os integrantes da bancada dos candidatos excêntricos

Daniel Ferreira/MetrópolesDaniel Ferreira/Metrópoles

atualizado 18/08/2018 13:45

Com 954 candidaturas apresentadas à Justiça Eleitoral, a disputa pelas 24 cadeiras da Câmara Legislativa do Distrito Federal promete ser acirrada. Para chamar atenção do eleitor e conquistar votos, muitas pessoas optaram por adotar nomes exóticos. Por isso, os brasilienses encontrarão nas urnas alcunhas como Gordinho da Farmácia, O Papai Chegou, Pirigoso, O Fiscal de Brasília e Baiano Tem.

A bancada das denominações extravagantes é extensa e conta com referências a animais, filmes, cantores e outras, inclusive, de origens e gostos duvidosos. Alguns candidatos substituíram o sobrenome pelo bairro onde moram, pela profissão ou por adjetivos.

Do mundo animal, podem ser encontrados André Coruja, Lyon e Peixe. Quando o assunto é cinema: Wolverine e Adelmo Papai Smurf. O Salve Jorge e Djavan vieram do universo musical.

Do mesmo ramo, MC Bandida, uma personagem conhecida dos brasilienses, não estará sozinha na campanha eleitoral. A funkeira MC Lana também entrou na briga.

No bloco das profissões, os professores são maioria. Pelo menos 48 candidatos fizeram questão de registrar o ofício nos nomes que aparecerão nas urnas. Na segurança pública, são quatro delegados, dois policiais e três sargentos: SGT Bonina – Véi da 12, SGT Jaidê e SGT Simões – Toto Legal.

Os religiosos também marcaram presença. Ao todo, oito pastores e o Irmão Glória a Deus lançaram candidatura à CLDF.

Confira alguns dos integrantes do pelotão dos nomes excêntricos:

 

Últimas notícias