“Há dinheiro suficiente no orçamento”, diz Rollemberg sobre promessas

Em campanha no Sol Nascente, o postulante prometeu construir creches e um novo hospital na Ceilândia, além de contratar mais servidores

atualizado 01/09/2018 12:29

Daniel Ferreira/Metrópoles

Depois de apontar, por mais de três anos, um déficit nas contas do Distrito Federal para não honrar compromissos feitos nas eleições passadas, o governador Rodrigo Rollemberg (PSB) garantiu, neste sábado (1/9), que há recursos para cumprir as atuais promessas de campanha. No Sol Nascente, o candidato à reeleição afirmou que, se receber novamente a confiança da população, vai aumentar o contingente da Polícia Militar. Ele também disse que vai construir creches, um novo hospital em Ceilândia e contratar novos servidores para a Saúde.

Nos últimos anos, diversas categorias reivindicaram reajuste salarial e novas contratações. A Polícia Civil do DF, por exemplo, pediu a equiparação com a remuneração da Polícia Federal. Nas redes sociais do governo, as hashtags mais usadas pelos usuários aparecem com o #nomeia acompanhado de algum cargo público. Durante o período, o gestor alegou não ter recursos para bancar as medidas. Mas agora, o socialista disse ter fundos. “Há dinheiro suficiente no orçamento do DF”, cravou.

Cercado de cabos eleitorais, o governador se reuniu com eleitores, na garagem de uma moradora do Trecho 2, e falou das melhorias promovidas na cidade na sua gestão, como a pavimentação e drenagem das ruas. No entanto, nem todos os presentes foram ao local para aplaudir o político. “As pessoas acordam cedo e são violentadas, estupradas e assaltadas. Não adianta ter só asfalto, porque não é isso que vai nos proteger”, reclamou a vendedora Valéria Gomes, de 33 anos. Rollemberg respondeu que irá aumentar o efetivo para tentar reverter a situação. “Vamos contratar policiais para fazer rondas constantes em toda região”.

Construções
Outro pleito apresentado no evento foi a instalação de creches públicas no Sol Nascente. Devido à falta de unidades em uma das regiões mais carentes do DF, a professora Joalena Santiago, 50 anos, decidiu criar um espaço particular, mas ela quer fazer uma parceria com o governo para ampliar a capacidade. “A demanda aqui é muito grande. Eu queria proporcionar um serviço gratuito à população, mas a burocracia é grande”, reclamou.

Daniel Ferreira/Metrópoles
A professora Joalena Santiago cobrou parceria para criar creche pública no Sol Nascente

 

Joalena diz ter entregue há quase um ano toda a documentação necessária para tornar a creche pública, sem resposta do GDF. Nesta manhã, Rollemberg prometeu atender o pedido da docente. “Vamos criar mais 30 mil vagas para que crianças de 6 meses a 5 anos sejam assistidas. Também vou construir um novo hospital em Ceilândia. Vamos gerir todos os hospitais do DF como gerimos o IHBDF (Instituto Hospital de Base do DF) e contratar novos servidores na área da saúde”, propôs.

Perfil
Rodrigo Rollemberg (PSB) foi deputado distrital pela primeira vez em 1994, após assumir como suplente. Em 1998, elegeu-se titular. Nas eleições de 2002, disputou o Governo do Distrito Federal (GDF), mas não venceu.

No pleito seguinte, tornou-se deputado federal. Quatro anos depois, integrando uma chapa com o PT e Cristovam Buarque (à época no PDT, hoje no PPS), elegeu-se ao Senado. Em 2014, no entanto, abandonou o mandato de senador para disputar o Palácio do Buriti. Na campanha pela reeleição, o socialista tem o apoio de Rede, PDT, PV e PCdoB.

Últimas notícias