Os bastidores da cobertura policial de um jeito que você nunca viu

Cafetões presos no DF sortearam noite com “Mamãe Noel” do sexo; ouça

Oito pessoas acusadas de explorar a prostituição de mulheres e crianças em Sobradinho foram presas pela PCDF

atualizado 29/11/2021 11:22

Mamãe Noel do sexoDivulgação / PCDF

O grupo acusado de explorar mulheres e crianças por meio da prostituição fazia o sorteio da “Mamãe Noel” do sexo. A Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF) desarticulou a quadrilha e divulgou áudios da promoção sexual.

Na gravação, um locutor afirma que o sorteio da “Mamãe Noel” do sexo seria em 10 de dezembro, em um dos estabelecimentos gerenciados pelo grupo. Na mesma data, haveria um sequência de striptease.

Ouça o áudio:

Segundo a PCDF, os criminosos montaram um esquema de exploração de prostituição, inclusive infantil, na região do Capim Gordura, em Sobradinho. O grupo mantinha as atividades criminosas em cinco estabelecimentos.

Após receber mais de 20 denúncias, a PCDF deflagrou a Operação Pórnai. A ação foi coordenada pela 35ª Delegacia de Polícia (Sobradinho 2).

Confira cenas da prisão:

0

“No local, ocorria a exploração da prostituição, com a existência de cinco estabelecimentos para essa finalidade. Sendo que ali havia a presença de menores se prostituindo e até de crianças convivendo com as prostitutas”, afirmou o delegado-chefe da 35ª DP, Laércio Carvalho.

Veja imagens da operação:

As  investigações apontaram que nos locais ocorria o tráfico e o consumo de drogas e diversas formas de violência contra mulheres. “Inclusive tinha sido palco de cinco tentativas de homicídio nos últimos meses”, completou o delegado.

A operação culminou na prisão em flagrante de oito pessoas e na interdição dos estabelecimentos. Os oito presos vão responder por manter casa destinada à prostituição e exploração da prostituição.

Delegado conta detalhes da operação:

Mais de 30 prostitutas foram conduzidas à delegacia, sendo que, na posse de várias delas, foram apreendidos entorpecentes.

A operação contou com o apoio da Divisão de Operações Áreas, Divisão de Operações Especiais, do Instituto de Criminalística (IC), Conselho Tutelar e DF Legal.

Mais lidas
Últimas notícias