Os bastidores da cobertura policial de um jeito que você nunca viu

Briga por estacionamento motivou agressão na Asa Sul, diz vítima

A Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF) foi acionada e encaminhou os envolvidos à delegacia

atualizado 12/01/2022 11:01

briga na 103 sulReprodução

Uma mulher de 28 anos que disse ter sido agredida por homem embriagado na 103 sul, na noite dessa terça-feira (11/01), revelou que o motivo da discussão foi um desentendimento por vaga de estacionamento.

Segundo Melissa Mendes Faria, ela estava no carro do namorado aguardando para estacionar em uma vaga em frente ao bloco A da SQS 103, quando um segundo veículo “furou a fila” e parou primeiro no local.

O carro que teria passado na frente era conduzido por Paulo Roberto Pichamel Amorim. A mulher relata que assim que o homem estacionou o automóvel, foi questioná-lo, pois ela já estava aguardando .

0

 

De acordo com Melissa, assim que abordou Paulo Roberto, ele se exaltou, proferindo insultos. A mulher passou a filmar a ação, acreditando que o motorista estava embriagado.

Ela começou a acompanhar o condutor em direção a portaria do prédio. Momento em que Paulo Roberto teria jogado uma caixa no rosto de Melissa, iniciado uma briga entre os dois.

O porteiro e o namorado da mulher intervieram e separaram os dois. A Polícia Militar foi acionada e encaminhou os envolvidos à delegacia.

Vídeo

Conforme o Metrópoles noticiou, a Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF) foi acionada na noite dessa terça-feira (11/1), por volta das 21h, para apartar uma briga na 103 Sul. No vídeo, obtido pelo Metrópoles (assista abaixo), um homem de camisa branca acusa um outro de blusa preta de bater em uma mulher.

Os dois discutem, trocam insultos e, em dado momento, chegam a se empurrar no pilotis do prédio. O porteiro deixa a guarita e tentar acalmar os dois. Aos berros, o homem de branco, namorado de Melissa identificado apenas como Guilherme, se dirige ao rival: “Você bateu na minha mulher, bêbado velho”, vocifera.

Enquanto isso, a mulher aponta o dedo para o rosto de Paulo Roberto e diz que ele estava embriagado. “Quem lhe deu o tapa fui eu. Olha aqui a aliança”, grita. “Bêbado e cego, atrapalhando a residência dos outros, atrapalhando os moradores”, diz.

Veja o vídeo abaixo:

Sem aparecer no vídeo, a mulher que denuncia a agressão narra o episódio que desencadeou a confusão. “Ele me bateu, esse velho bêbado, nojento. Ele foi para a porta errada, eu pedi para ele sair da frente e ele me bateu”.

Em seguida, é possível ver uma viatura da PM estacionada próximo ao local da discussão e nove policiais. Questionada, a corporação confirmou o chamado feito via 190 que os envolvidos foram encaminhados para registro de ocorrência na Polícia Civil do DF (PCDF).

Mais lidas
Últimas notícias