Dose de reforço para idosos no DF será para vacinados até 21/04

Secretaria de Saúde do DF respondeu que segue as orientações do Ministério de Saúde sobre as mudanças no esquema de vacinação

atualizado 27/10/2021 19:23

Vacinação de idosos na Asa SulArthur Menescal/ Especial Metrópoles

Segundo a circular nº 85 da Secretaria de Saúde do Distrito Federal (SES-DF), divulgada nessa segunda-feira (25/10), a partir desta semana as doses de reforço serão aplicadas em idosos que completaram a vacinação até 21 de abril. A mudança veio na tarde da última sexta (22/10) após a distribuição das 64.350 doses da marca Pfizer, que chegaram pela manhã do mesmo dia.

Desde o início da aplicação do reforço no DF, no início de outubro, a recomendação era de que idosos, com ciclo de imunização completo há seis meses, poderiam tomá-la. No entanto, a nova diretriz delimita uma data, e não mais o período. Assim, pessoas acima de 60 anos que completaram o esquema vacinal depois de 21 de abril não poderão tomar a D3 até nova atualização da Secretaria de Saúde.

Questionada, a pasta respondeu que segue as orientações do Ministério da Saúde e do cálculo do público estimado em relação às doses recebidas. “O início da vacinação com a DR [dose de reforço] para os maiores de 60 anos no DF ocorreu em 08/10 e, naquele momento, as doses enviadas eram suficientes para atender a todos os idosos que já estivessem com os 6 meses completos” disse em nota.

“Na última pauta de envio de dose de reforço para idosos, o Ministério da Saúde enviou o suficiente para atendimento somente daqueles que finalizaram o esquema de vacinação até 21/04”, esclarece.

“Para o envio de doses de reforço à população acima de 60 anos, a metodologia utilizada foi a população idosa que finalizou o esquema vacinal entre os dias 01/04/2021 e 21/04/2021 com segunda dose ou única registrado na base de dados da Rede Nacional de Dados de Saúde. As datas anteriores utilizadas para este cálculo foram contempladas nas pautas anteriores de dose de reforço (Pautas nº 52 e nº 54). Informamos que a extração dos dados registrados pelos Estados na RNDS ocorreu em 19 de outubro de 2021′”, finaliza.

0

Nessa semana, a mudança causou confusões nos postos de saúde. Profissionais que atendiam a população não sabiam informar o motivo da mudança de metodologia do esquema de vacinação para idosos.

Procurado, o Ministério da Saúde informou, no início da noite desta quarta ao Metrópoles, que não houve mudança na metodologia. “Toda dose de reforço em idosos acima de 60, conforme previsto em nota técnica, deve ser administrada seis meses após a segunda dose”, reforçam. “Vale ressaltar que o período citado refere-se somente as pessoas que tomaram a segunda dose entre os dias 01/04 a 21/04. A próxima pauta de distribuição irá comtemplar as pessoas que tomaram a segunda dose a partir do dia 22/04”, finalizam.

Mais lidas
Últimas notícias