Dono de lanchonete no DF é assassinado em frente à namorada e ao amigo

A polícia não descarta nenhum linha de investigação. Caso é investigado pela 19ª Delegacia (Ceilândia)

atualizado 30/10/2020 8:10

A equipe da 19ª Delegacia de Polícia (Ceilândia) ainda não tem explicações para a morte do comerciante Everson Soares, 23 anos, assassinado com um tiro nas costas na madrugada de quarta-feira (28/10). O crime ocorreu no setor P. Norte, em Ceilândia.

Morador de Samambaia, onde também possuía uma lanchonete, Everson estava com a namorada e um amigo no momento do crime, registrados por volta das 3h de quarta. Naquela noite, o grupo havia saído para se divertir em boate em Ceilândia.

“Sabemos que a vítima já teve passagem por roubo de veículo e Lei Maria da Penha, isso pode estar relacionado”, contou o delegado-adjunto  da 19ª DP, Tiago Peralva.

Outra possibilidade, segundo os investigadores, é que o rapaz tenha arrumado briga na boate onde esteve com a namorada e o amigo.

Uma terceira hipótese foi levada aos policias pelo irmão de Everson. Ele informou aos investigadores que o comerciante foi ameaçado dias antes do crime por um homem, o qual alegava que Everson tinha um um caso com a namorada dele.

“No entanto, não temos provas de que essa versão explicaria o assassinato, foi apenas algo que o irmão da vítima nos trouxe”, disse o delegado.

A polícia contudo não forneceu detalhes dos depoimentos da namorada e do amigo que acompanhavam Everton e teriam presenciado o homicídio.

0

Últimas notícias