Criança é vacinada com dose adulta no DF; Saúde diz ser caso pontual

A informação foi divulgada em coletiva de imprensa realizada por autoridades da pasta nesta quinta-feira (20/1); criança está bem

atualizado 20/01/2022 18:29

criança recebe vacina no braçoVinícius Schmidt/Metrópoles

A Secretaria de Saúde do Distrito Federal informou que uma criança vacinada contra a Covid-19 nessa quarta-feira (19/1) tomou, por erro na administração da ampola, dose de adulto. A informação foi divulgada em coletiva de imprensa realizada por autoridades da pasta nesta quinta-feira (20/1).

Na mesma entrevista, os responsáveis pela saúde pública na capital do país relataram outro equívoco na aplicação: um adolescente de 12 anos recebeu uma dose pediátrica. A criança, que não teve a idade revelada, está sendo acompanhada por médicos do Hospital Regional de Ceilândia, e passa bem. O rapaz de 12 anos também é monitorado.

A pasta não informou em quais postos de saúde ocorreram os erros na administração das doses. “Vale lembrar que foram casos muito pontuais, sem desdobramentos mais sérios e que estão sendo monitorados de perto”, explicou o secretário de Saúde do DF, general Manoel Pafiadache.

0

Explosão de casos na virada

Na mesma entrevista, a Secretaria de Saúde revelou que o número de casos de Covid-19 na capital do país disparou na virada do ano.

No DF, 16% dos testes de Covid gratuitos em farmácias deram positivo

De acordo com a pasta, no dia 5 de janeiro, a quantidade de infectados saltou de 760 para mais de 3 mil. Até a última semana de dezembro de 2021, o cenário era de estabilidade, com cerca de 60 casos diários.

Porém, após as festas de fim de ano, ainda na data citada acima, a taxa de transmissibilidade do novo coronavírus, que se encontrava próximo a Rt 0,80 e a média de óbitos era de dois por dia, saltou para Rt 1,27. Não houve registro de óbitos no DF, causados pela Covid, em 2022.

Covid-19: o que se sabe sobre a variante Ômicron até o momento:

0

Ocupação de UTIs

Mais cedo, o Metrópoles mostrou que a taxa de ocupação de UTIs Covid-19 está em 72% na rede pública de saúde do Distrito Federal na manhã desta quinta-feira (20/1). Dos 75 leitos existentes, 55 encontram-se ativos e, desses, 40 estão ocupados. Há 15 leitos vagos.

Das UTIs para adulto, 76% foram preenchidas. As pediátricas estão em 25%. Nessa quarta, a taxa de ocupação chegou a 95,12%.

Às 19h25 de quarta-feira, após mobilização da Secretaria de Saúde diante do aumento expressivo de novos casos de Covid-19 na capital federal, com a inclusão de nove leitos no Hospital Regional de Samambaia (HRSam), o índice caiu para 74,55%.

Os números constam no informativo da Secretaria de Saúde do DF, e são atualizados diariamente.

Veja:

A rede pública conta, ainda, com unidades de cuidados intermediários (UCIs). Há, no total, 45 leitos do tipo ativos no DF. Desses, 29 estão ocupados e 16, vagos, totalizando taxa de ocupação de 64,44%.

Dos 100 leitos em enfermarias públicas do DF, 80 encontram-se ocupados e 20, vagos: 80% é a taxa de ocupação.

Rede privada

Na rede privada, dos 137 leitos abertos, 71 estão ocupados e 54, vagos. A taxa de ocupação total de leitos está em 57,72% nos hospitais particulares da capital federal.

Mais lidas
Últimas notícias