Covid-19: Michelle Bolsonaro vai a abrigo que recebe moradores de rua no DF

Ela conheceu as instalações no Autódromo Nelson Piquet acompanhada da secretária de Desenvolvimento Social, Mayara Noronha Rocha

atualizado 13/05/2020 18:26

Duas mulheres andando de máscaras. Ao fundo, frase alojamentoRenato Raphael / Sedes

A primeira-dama Michelle Bolsonaro visitou, na manhã desta quarta-feira (13/05), o alojamento provisório instalado no Autódromo Nelson Piquet. A esposa do presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido), foi ao local acompanhada da secretária de Desenvolvimento Social, Mayara Noronha Rocha.

O local foi montado para receber pessoas em situação de rua durante o isolamento social necessário em virtude da pandemia do novo coronavírus.

Além das instalações com estrutura de dormitórios, banheiros, lavatórios, refeitórios, área de TV e demais espaços, Michelle pôde observar alguns dos serviços prestados, como o acompanhamento em saúde feito pelo Consultório na Rua, fruto de uma parceria com a Secretaria de Saúde (SES); a entrega dos documentos de identidade realizada pela unidade móvel da Polícia Civil; além de outras ações, como oficinas de produção artesanal, jogos lúdicos e afins.

Medidas de isolamento

“É bom saber que o Governo do Distrito Federal tem esse olhar especial para as pessoas mais vulneráveis neste momento da pandemia e ver a solidariedade, ver o voluntariado, as pessoas ajudando”, destacou Michelle. “Fiquei feliz em perceber que realmente essas pessoas estão recebendo o isolamento adequado.”

Mayara Rocha explicou a Michelle Bolsonaro que, além dessa unidade no Plano Piloto, outro espaço semelhante está em vias de ser inaugurado em Ceilândia. “Nosso objetivo é oferecer a esse público a possibilidade de cumprir o devido isolamento, mas sempre com a dignidade e o respeito que toda vida humana merece”, enfatiza.

Após a passagem pelo autódromo, Michelle e Mayara foram ao Brasília Palace Hotel, em visita de cortesia ao programa Sua Vida Vale Muito – Ação Hotelaria Solidária, uma iniciativa do GDF coordenada pela Secretaria de Justiça e Cidadania (Sejus) para proteger da Covid-19 idosos que não têm moradia adequada. Lá, onde estão acolhidas 300 pessoas, com 60 anos ou mais, selecionadas pelo programa, elas se encontraram com a secretária de Justiça e Cidadania, Marcela Passamani.

Alojamento provisório

O alojamento provisório construído no Autódromo Internacional Nelson Piquet recebe a população em situação de rua do Distrito Federal desde 7 de abril. A estrutura montada nos paddocks do autódromo, desativado desde 2014, oferece dormitórios, banheiros, área para a lavagem de roupas e alimentação. O espaço tem capacidade de receber até 200 indivíduos.

A pessoa não é obrigada a ficar lá o dia todo, mas existem horários e regras de convivência que precisam ser respeitadas. A medida visa proteger os mais vulneráveis e prestar assistência adequada. A Sejus ainda ressalta a recomendação de higiene pessoal e o distanciamento mínimo preventivo para evitar qualquer possibilidade de contaminação pelo novo coronavírus.

Últimas notícias