Com 1 milhão de carros circulando no Aeroporto JK, Uber, 99 e Cabify terão pista exclusiva

Administradora do terminal visa acabar com os congestionamentos na via destinada ao embarque e desembarque de passageiros

atualizado 10/09/2019 8:58

Michael Melo/ Metrópoles

Quem passa em frente ao Aeroporto Internacional de Brasília Juscelino Kubitschek observa que tapumes e desvios começam a fazer parte da paisagem do terminal. As obras são o início de um projeto que prevê a construção de um espaço de convivência com mais de 5 mil metros quadrados voltado para a organização do transporte terrestre de embarque e desembarque. A Inframerica, administradora do terminal, investirá R$ 15 milhões nas mudanças.

Até março de 2020, o aeroporto terá pistas exclusivas para o embarque de passageiros em carros de aplicativos. A via destinada às pessoas que chegam a Brasília e querem se locomover com Uber, Cabify ou 99 terá espaço para 70 veículos, onde cada motorista terá um tempo limite para aguardar o cliente.

Haverá ainda outra área reservada para vans, carros e ônibus de locadoras. O espaço, atualmente destinado aos táxis, se mantém. “Com as novas vias de acesso de veículos, diminuiremos significativamente o fluxo no viaduto de embarque e desembarque do terminal”, afirma o diretor comercial da concessionária do Aeroporto de Brasília, Ian Joels.

Ele ressalta que a modalidade de transporte por meio de aplicativos surgiu há pouco tempo e se tornou parte da rotina da cidade rapidamente. Porém, não havia uma preparação para o incremento substancial da demanda. Agora, o novo empreendimento terá um projeto todo programado a fim de atender às necessidades dos 2,6 milhões de passageiros que chegam à cidade via aeroporto por ano.

Congestionamentos

Segundo o executivo, 1,060 milhão de carros de aplicativos, 273 mil vans de locadoras de veículos e 16,4 mil vans de turismo circulam pelo aeroporto anualmente. No entendimento de Ian, essa grande concentração de automóveis vinha gerando congestionamento e desconforto aos usuários. “Queremos que nossos passageiros tenham a melhor experiência e isso deve acontecer também quando ele chega e sai do terminal”, explica.

Veja projeções:

0

A nova obra pretende acabar com a aglomeração de carros que estacionam nas vias para buscar passageiros. “Mesmo com mais de 15 faixas de trânsito nas rampas superiores e inferiores, as vias acabam engarrafadas”, pontua.

Praça de convivência

A chamada Praça Pick-Up — por ser um local onde as pessoas vão pegar o transporte por aplicativo — terá uma série de atrações. Vans, ônibus de turismo e carros locados também buscarão clientes na nova área.

O complexo contará com restaurantes, bares, lojas, playground para crianças, lounges de locadoras de veículos, caixas eletrônicos, serviços de bicicletas compartilhadas, intervenções artísticas e eventos culturais.

Últimas notícias