Após caso de cão morto em geladeira, GDF cria grupo sobre acumuladores

Grupo terá 60 dias para apresentar plano de ação. Força é formada por representantes da Secretaria de Segurança Pública e outros órgãos

atualizado 02/03/2022 20:54

Casa de acumuladores assusta vizinhos no DFImagens cedidas ao Metrópoles

O Governo do Distrito Federal (GDF) criou uma força-tarefa para definir ações com os “acumuladores de animais”.  O grupo é formado por representantes da Secretaria de Segurança Pública (SSP-DF) e outros órgãos e foi criado após o caso de um acumulador do Guará, em maio de 2021.

Na casa do homem havia uma naja morta e corpo de cão na geladeira. Ele e a filha conviviam com 37 gatos e nove cachorros em um ambiente completamente precário. O acumulador tinha uma ordem de despejo e precisou de ajuda para encontrar nova casa para os bichos.

Casa de acumulador no DF tinha Naja morta e corpo de cão na geladeira

Os representantes do grupo terão 60 dias para concluírem os trabalhos e apresentarem formas de intervenção e plano de ação frente ao problema. O prazo poderá ser prorrogado por mais 60 dias. A atuação da força-tarefa não será remunerada, sendo considerada prestação de serviço público. As reuniões serão realizadas no Centro Integrado de Operações de Brasília (CIOB).

Mais lidas
Últimas notícias