metropoles.com

Dieta do sexo? Descubra se é possível emagrecer apenas transando

Saiba se vale a pena transar para “secar”, como algumas celebridades afirmaram recentemente

atualizado

Compartilhar notícia

Foto: Fabio Formaggio / EyeEm/Getty Images
Dieta do Sexo

No mundo fitness, já se ouviu falar de muitas dietas — low carb, paleolítica, da Lua… —, mas a que tem chamado a atenção do público e feito a cabeça das famosas é a dieta do sexo.

O assunto voltou à tona quando a modelo brasileira Carolina Lekker, que concorreu em agosto ao Miss Bumbum 2022, dividiu que aderia à dieta do sexo. Ao Daily Mail, ela revelou que, para secar 13 quilos, fazia cinco horas de sexo, pelo menos quatro vezes por semana.

Além de Carolina, outras celebridades já afirmaram usar o método, como Kim Kardashian, Pamela Anderson, Lívia Andrade e Kate Hudson. Mas fica o questionamento: transar pode realmente servir como exercício físico e queimar tantas calorias?

Em entrevista anterior ao Metrópoles, o personal trainer Sidney Muniz explicou que o sexo não pode ser considerado um exercício, mas sim uma atividade física.

“Atividade física é todo movimento produzido pelos músculos que nos cause um gasto energético acima do que teríamos em repouso: andar do quarto para a sala, limpar a casa, lavar a louça, passear com o cachorro, fazer sexo etc.”, diz.

Em média, os homens gastam 100 calorias e as mulheres 70 durante uma transa de 25 minutos, incluindo as preliminares, segundo um estudo da Universidade de Montreal, no Canadá. “Mas isso varia de casal para casal. A idade influencia, se os indivíduos são saudáveis e não obesos. No geral, dá para perder umas boas calorias fazendo sexo”, argumenta Muniz.

Sidney apontou ainda que em algumas posições há trabalho muscular, por causa da isometria, que é quando se faz uma posição estática ao flexionar o músculo contra um objeto imóvel. “Ao praticá-la, você fortalece o músculo em seu condicionamento máximo por meio do aumento da contração”, explica.

Mesmo com todos os benefícios físicos e mentais, o personal alerta que ser sexualmente ativo não isenta a pessoa de praticar exercícios regularmente. “O sexo é uma necessidade fisiológica, para o bem-estar mental e físico, mas funciona apenas como um bom complemento para uma vida ativa e saudável”, reforça. Ou seja: vai treinar!

Compartilhar notícia

Quais assuntos você deseja receber?

sino

Parece que seu browser não está permitindo notificações. Siga os passos a baixo para habilitá-las:

1.

sino

Mais opções no Google Chrome

2.

sino

Configurações

3.

Configurações do site

4.

sino

Notificações

5.

sino

Os sites podem pedir para enviar notificações