Deixe os tabus do lado de fora e pode entrar. Tudo sobre sexo, para você gozar a vida.

Comprou um sex toy? Saiba como guardar e higienizar da maneira correta

Sexóloga dá dicas do que fazer e não fazer para aumentar a durabilidade dos brinquedos sexuais e evitar eventuais problemas de saúde

atualizado 21/07/2020 11:16

Higienização de sex toysFoto: Laia Divols Escude / EyeEm/Getty Images

Com o “tempo de sobra” ocasionado pela quarentena, muitas pessoas aproveitaram para estreitar a relação com o autoprazer e conhecer mais a fundo a própria sexualidade. Com isso, as vendas de sex toys aumentaram significativamente desde o início da pandemia.

De acordo com a sexóloga Amanda Nunes – que também é proprietária do Âme Espaço Lingerie -, os brinquedos sexuais são importantes para melhorar a saúde sexual, tanto no campo da fantasia quanto no físico.

“Eles tornam o que é bom ainda melhor. Independente de estar solteiro (a) ou em um relacionamento, os sex toys ajudam as pessoas a terem um prazer com outro nível”, explica.

Mas o que poucas pessoas pensam na hora de adquirir um sex toy é que, assim como qualquer outro utensílio, para durar mais ele deve ser bem cuidado – muitas vezes com algumas ações específicas.

A durabilidade de um sex toy varia de acordo com o material e se é à pilha ou bateria, por exemplo. Mas com os devidos cuidados, ele pode durar até cinco anos, dependendo também da frequência de uso.

Para ajudar os consumidores de primeira viagem, a especialista dá algumas dicas:

Higienização

Além de ajudar na durabilidade do produto, a higienização adequada dos brinquedos sexuais é essencial também para prevenir possíveis problemas de saúde, já que os acessórios têm contato direto com a mucosa íntima e secreções.

Amanda alerta que a primeira coisa a ser observada deve ser o fato de o objeto ser ou não à prova d’água. Caso seja, basta lavar com água corrente e sabão neutro. “Algumas marcas fabricam sabonetes específicos, mas não há necessidade”, diz.

Depois, deve-se deixar secar naturalmente ou com papel toalha. Segundo a terapeuta, não é indicado usar toalhas ou panos, porque eles soltam pelos que, em contato com as genitálias, podem causar infecções ou irritações.

Caso o aparelho não seja resistente ao contato com a água, a dica é isolar a parte do motor e lavar a penetrável. “Outra opção mais prática é sempre utilizar o brinquedo envolto em uma camisinha para aproveitar sem dores de cabeça”, indica.

É importante lembrar que, além de lavar sempre após o uso, antes de usar novamente a higienização também é necessária.

Álcool em gel?

Em tempos de pandemia, o álcool em gel é um dos utensílios obrigatórios e mais utilizados pelas pessoas. Mas será que é válido utilizá-lo nos sex toys? Amanda garante que sim, principalmente no primeiro uso.

“O brinquedo estava na loja, é muitas vezes manuseado por outras pessoas, então uma boa dica é, antes do primeiro uso, limpar com álcool em gel”, explica.

Após aplicar o álcool, o indicado é deixar secar por bastante tempo, de preferência de um dia para o outro, para que se tenha certeza de que não há resquícios na hora do uso. “Depois não há mais necessidade de passar álcool, já que só vai ser usado por uma pessoa. Até para não danificar e desgastar o equipamento”, diz.

Como guardar?

Na hora de guardar o brinquedo, também deve-se tomar cuidado. O ideal é deixá-lo isolado, em um local em que ele não tenha contato com outras coisas. “Pode ser um daqueles saquinhos de lingerie ou mesmo a própria caixa em que ele veio”, indica a sexóloga.

No mais, basta que ele fique em um local seco e afastado de áreas com risco de incêndio, como o fogão e o microondas.

Últimas notícias