Notícias, furos e bastidores de política e economia. Com Gustavo Zucchi

Senador promete pressão por retorno da CPI da Chapecoense

Izalci Lucas (PSDB-DF) avisa que fará nova questão de ordem a fim de que os trabalhos da comissão sejam retomados

atualizado 31/10/2021 10:18

Izalci LucasRAFAELA FELICCIANO/METRÓPOLES

Relator da CPI da Chapecoense, o senador Izalci Lucas (PSDB-DF) prometeu aumentar a pressão sobre a cúpula do Senado para que a comissão retome os trabalhos ainda neste ano.

O parlamentar avisou que fará nova questão de ordem na próxima semana, caso o presidente do Casa, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), não responda sobre a volta do colegiado.

Na sessão plenária da última quarta-feira (27/10), o tucano cobrou o presidente do Senado a autorização para o retorno da comissão, mas ainda não teve retorno.

A última sessão da CPI da Chapecoense foi em 12 de março de 2020, início da pandemia da Covid-19. De lá para cá, por causa do novo coronavírus, a comissão ficou parada.

Depoimentos previstos

À coluna Izalci afirmou já saber quais deverão ser os próximos convocados para depor na CPI. Ele quer ouvir representantes da Petrobras e da Caixa Econômica.

O senador quer ouvir os dois bancos públicos, porque ambos têm negócios com a seguradora do voo que vitimou atletas e comissão técnica do time catarinense.

O relator da CPI também quer convocar a controladora de voo Celia Castedo, responsável por aprovar o plano de voo da LaMia para Medellín.

Mais lidas
Últimas notícias